Qual o tamanho e a relevância da B3?

Por Redação IQ 360

O tamanho da B3

Como medir o tamanho da Bolsa de Valores

Quando foi anunciada a fusão da BM&FBovespa com a Cetip em março de 2017, os veículos de comunicação divulgaram que a B3 se tornaria a 5ª maior Bolsa de Valores do mundo em valor de mercado. Na prática, quando se diz que uma Bolsa está em determinada posição em relação às outras, vários aspectos podem ser levados em conta. Alguns deles são:

  • Quantidade de transações realizadas no ano;
  • Número de empresas listadas;
  • Volume das transações realizadas no ano (isto é, quanto dinheiro circulou);
  • Valor de mercado das empresas listadas na bolsa (conceito chamado de market cap);
  • Tempo de existência da instituição.

Por isso, é preciso prestar muita atenção na informação que está sendo passada em um determinado texto. Outro aspecto bastante importante é saber quando a informação foi publicada. As bolsas de valores divulgam os seus dados ao final do ano financeiro, que, normalmente, acontece entre os últimos dias de dezembro de um ano e os primeiros dias de janeiro do ano seguinte.

Em 2018, por exemplo, as 5 bolsas com o maior volume transacionado no mundo foram:

1º: New York Stock Exchange – Nova York (EUA)

2º: NASDAQ OMX Group – Nova York (EUA)

3º: Tokyo Stock Exchange – Tóquio (Japão)

4º: Shanghai Stock Exchange – Xangai (China)

5º: Hong Kong Stock Exchange – Hong Kong (China)

A B3 (Brasil Bolsa Balcão) ficou na 18ª colocação global, e continuou na posição de maior bolsa de valores da América Latina.

SAIBA+IQ: Saiba o que é um IPO (Oferta Pública Inicial)

O tamanho da B3

Por décadas, a principal bolsa de valores do Brasil era localizada no Rio de Janeiro. No início dos anos 2000, nove bolsas de valores espalhadas pelo território nacional firmaram um acordo para centralizar as operações na Bovespa, a bolsa de São Paulo. Em 2008 houve uma fusão da Bovespa com a BM&F (Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros), centro de comercialização de commodities. A empresa resultante, BM&FBovespa, se fundiu à Cetip, finalmente criando a B3.

A capitalização de mercado (market cap) da B3 ultrapassa os US$ 900 bilhões e volume negociado é de US$ 60 bilhões por mês. Há cerca de 400 ações de empresas listadas na Bolsa – porém, nem todas são negociadas.

SAIBA+IQ: Mercado da Cannabis: será que essa onda vai pegar?

Bolsas de Valores com mais empresas listadas

Numa outra perspectiva, levando em conta o número total de empresas listadas, temos a seguinte configuração no ranking das maiores Bolsas:

1º: Bombay Stock Exchange – 5.749 empresas listadas

2º: Frankfurt Stock Exchange – 3.768 empresas listadas

3º: NASDAQ – 3.058 empresas listadas

4º: London Stock Exchange – 3.041 empresas listadas

5º: New York Stock Exchange – 2.400 empresas listadas

A B3 ocupa também a 18º posição no ranking das bolsas de valores com mais empresas listadas, ganhando de instituições como a Bolsa de Madri e a SIX Swiss Exchange, a Bolsa de Valores da Suíça.

Tais dados mostram que poucas empresas abrem seu capital no Brasil, em comparação aos outros países. Ainda assim, a B3 torna-se relevante internacionalmente pelo volume financeiro operado internamente. Seja por caráter especulativo ou de investimentos a longo prazo, o mercado brasileiro, assim como a B3, podem galgar ainda mais espaço nesses rankings com a modernização de suas atividades, infraestrutura e flexibilização de leis para investidores.

SAIBA+IQ: O que é o COE?

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!