Os ETFs podem ser a sua porta de entrada na bolsa

Por Bruno Freitas

etf-o-que-e

Os Exchange Traded Funds (ETFs) têm registrado crescimento superlativos nos últimos anos. Somente em 2017, esses fundos de investimento inovadores movimentaram US$ 4,4 trilhões globalmente – cerca de R$ 16,6 trilhões, ou seja, 2,5 vezes o Produto Interno Bruto do Brasil. A expectativa, de acordo com o relatório Global ETF Research 2017, é que os ETFs movimentem, aproximadamente, US$ 7,6 trilhões em 2020. O cenário no exterior é muito promissor: além de aquecido, a expectativa é a de que os investimentos em ETFs continuem movimentando os negócios no mercado financeiro.

Como veremos a seguir, os ETFs se destacam porque são fundos que podem ser comprados ou vendidos diretamente na bolsa de valores, como se fossem uma ação. No Brasil, existem 15 opções listadas na B3, e os investidores começam a dar importância a  essa opção de ativo. Em janeiro, o volume negociado na B3 foi um pouco superior a R$ 12 bilhões, quase o dobro do volume de R$ 6,5 bilhões registrado no mesmo período de 2018. E o número de 48,5 mil investidores é o maior da história.

O potencial de crescimento dos ETFs no Brasil é grande. Até aqui, existem inúmeras razões para eles ainda não terem vingado no País. Uma delas passa pelo desconhecimento: o número de investidores que sabem exatamente o que significa esse investimento é baixo. Mas, o lançamento de um ETF de renda fixa, que pode ser comprado a partir de R$ 10, devem ajudar a aumentar o interesse nesse produto como mais uma opção de investimento.

SAIBA+IQ: Tá ligado nessa nova forma de investimento? Tudo sobre o LIG

ETF: O que é

ETF é uma sigla para Exchange Traded Fund ou, em uma tradução livre para o português, um fundo negociado em bolsa. Os ETFs são popularmente conhecidos como fundos de índices, isso porque, em muitas situações, eles trabalham sobre índices de ações – como o Ibovespa, por exemplo – e não papéis específicos. Assim, ao investir em um ETF, você deposita seu dinheiro de uma vez só em toda um segmento do mercado financeiro, o que normalmente demandaria a compra de dezenas de ações. Com o ETF, só é preciso uma aquisição.

Por trabalhar com índices, o ETF também dá acesso ao investidor, ainda que ele esteja investindo em um único produto, a uma carteira mais diversificada. Essa é uma das maiores razões para que ele seja um ativo tão cobiçado no mercado internacional, ainda que estranhamente isso ainda não se reflita no Brasil.

De certa forma, o ETF acaba facilitando a vida do investidor. Troca-se a compra e a preocupação de uma dezena de papéis para um único, que representa todos eles. Os ganhos podem acabar sendo menores, mas é inegável que se ganha em comodidade.

SAIBA+IQ: Mercado da Cannabis: será que essa onda vai pegar?

ETF: opções no Brasil

No Brasil, o primeiro ETF foi lançado em 2004. Nesses quinze anos de presença no mercado brasileiro, o título teve mais 14 adições, totalizando 15 opções de ETFs listados na B3.

Comparado com o exterior, esse ainda é um número baixo. Mas a tendência é de um crescimento desse mercado, que já possui a presença de grande bancos e da Blackrock, uma das mais importantes gestoras de investimento do mundo, que detém a marca iShare.

Esses são os títulos disponíveis para se investir no Brasil:

ETFS LISTADOS NA B3
CódigoNome do título
BOVAISHARES IBOVESPA FUNDO DE ÍNDICE
IVVBISHARES S&P 500 FDO INV COTAS FDO INDICE
XBOVCAIXA ETF IBOVESPA FUNDO DE INDICE
BSDBB ETF S&P DIVIDENDOS BRASIL FUNDO DE ÍNDICE
BRAXISHARES IBRX – ÍNDICE BRASIL (IBRX-100) FDO ÍNDICE
ECOOISHARES ÍNDICE CARBONO EFIC. (ICO2) BRASIL-FDO ÍND
SMALISHARES BMFBOVESPA SMALL CAP FUNDO DE ÍNDICE
BOWIT NOW IBOVESPA FUNDO DE ÍNDICE
FINDIT NOW IFNC FUNDO DE ÍNDICE
DIVOIT NOW IDIV FUNDO DE ÍNDICE
ISUSIT NOW ISE FUNDO DE ÍNDICE
GOVEIT NOW IGCT FUNDO DE ÍNDICE
MATBIT NOW IMAT FUNDO DE ÍNDICE
PIBBIT NOW PIBB IBRX-50 – FUNDO DE ÍNDICE
SPXIIT NOW S&P500 TRN FUNDO DE INDICE

Entre todos eles, as opções mais populares são o BOVA11 (baseado no Ibovespa, que é o principal índice de ações da B3); o Small11 (que se baseia no índice Small Cap, que é composto pela média de desempenho dos ativos das empresas com menor capitalização da B3); o IVVB11 (que tem como índice o S&P 500, que engloba as 500 maiores empresas dos Estados Unidos); e o DIVO11 (que acompanha o índice IDIV, que é formado pelas companhias que apresentaram os maiores pagamentos de dividendos nos últimos 24 meses).

As taxas de administração dos ETFs variam de 0,2% ao ano a 0,69% a.a. Ele tem uma tributação de 15% sobre o ganho de capital.

SAIBA+IQ: Investir no Tesouro Direto ficou mais vantajoso. Saiba o motivo

ETF: rentabilidade

A rentabilidade dos ETFs nacionais até o fim de janeiro de 2019 era:

RENTABILIDADE DOS ETFS LISTADOS NA B3 – até janeiro/19
CódigoETFRentabilidade acumulada em 12 mesesÍndice acumulado em 12 mesesTaxa de administração
BOVA11ISHARES IBOVESPA FUNDO DE ÍNDICE14,54%14,70%0,54% ao ano
IVVB11ISHARES S&P 500 FDO INV COTAS FDO INDICE11,69%12,81%
0,24% ao ano
XBOV11CAIXA ETF IBOVESPA FUNDO DE INDICE18,42%18,88%0,50% ao ano
BSD11BB ETF S&P DIVIDENDOS BRASIL FUNDO DE ÍNDICE14,55%14,75%0,50% ao ano
BRAX11ISHARES IBRX – ÍNDICE BRASIL (IBRX-100) FDO ÍNDICE15,24%15,39%0,20% ao ano
ECOO11ISHARES ÍNDICE CARBONO EFIC. (ICO2) BRASIL-FDO ÍND12,36%12,67%0,38% ao ano
SMAL11ISHARES BMFBOVESPA SMALL CAP FUNDO DE ÍNDICE13,06%13,39%0,69% ao ano
BOWIT NOW IBOVESPA FUNDO DE ÍNDICE14,70%14,95%0,30% ao ano.
FINDIT NOW IFNC FUNDO DE ÍNDICE20,43%20,43%0,60% ao ano.
DIVOIT NOW IDIV FUNDO DE ÍNDICE18,70%18,68%0,50% ao ano
ISUS11IT NOW ISE FUNDO DE ÍNDICE11,23%11,49%0,40% ao ano
GOVE11IT NOW IGCT FUNDO DE ÍNDICE16,86%16,75%0,50% ao ano
MATB11IT NOW IMAT FUNDO DE ÍNDICE22,16%21,61% 0,50% ao ano
PIBB11IT NOW PIBB IBRX-50 – FUNDO DE ÍNDICE13,22%13,67% 0,59% ao ano
SPXI11IT NOW S&P500 TRN FUNDO DE INDICE11,43%10,80%0,17% ao ano

Os ETFs são fundos de gestão passiva que têm como meta replicar um índice específico. Isso significa que ao investir em um título que se espelha no Ibovespa, por exemplo, você deve esperar uma rentabilidade próxima ou igual à do indicador. Variações muito grandes para mais ou para menos são um desvio inesperado.

Assim, ainda que não seja possível prever a rentabilidade do seu ETF, olhar para os desempenhos anteriores do índice e acompanhar o mercado podem ajudar a ter alguma noção de qual pode ser o seu ganho, pois esses títulos não fogem da performance do indicador. Essa também é uma das razões para que os ETFs sejam mais seguros do que as ações, pois o índice não está sujeito a problemas com uma única empresa.

SAIBA+IQ: Por que o título de capitalização é um mau negócio

ETF: como investir

Investir em ETFs é simples e não difere de outros investimentos em renda variável, bastando que você tenha uma conta em uma corretora para comprar seus papéis.

Se você ainda não tem conta em alguma corretora, nosso guia Qual é a melhor corretora para investir: XP Investimentos, Easynvest ou Rico? pode ajudar. Além disso, temos análises das maiores corretoras independentes do País: XP Investimentos, Rico, Easynvest, Clear e Modalmais.

Para renda variável, as mais recomendadas são Clear e Modalmais, por terem como foco esse segmento – as demais também tem uma área de Home Broker, mas são mais voltadas aos investimentos em renda fixa.

Algo importante em um investimento em ETF é que os papéis costumam ser vendidos em lotes de 10 cotas. Em outras palavras, só é possível começar a investir nos fundos de índices com a compra de, no mínimo, 10 cotas do ativo. Então, por exemplo, se o SMALL11 estiver sendo negociado na casa de R$ 80, é preciso desembolsar cerca de R$ 800 (não esqueça a taxa de corretagem) para começar a investir nele – o que equivale a um lote.

SAIBA+IQ: O CrossFit vai derreter como as paleterias mexicanas?

As informações foram úteis?

0 / 5 (0 avaliação)