Saiba tudo sobre as ações da Unipar Carbocloro (UNIP3 e UNIP6)

Por Redação IQ 360

unipar-unip6-unip3

A Unipar Carbocloro é uma das maiores empresas do setor químico brasileiro. Ela é líder na produção de cloro e soda e é a segunda maior produtora de PVC, itens que servem de insumo para outras indústrias, como a de construção civil. Fundada em 1969, a Unipar fez a abertura de capital na bolsa de valores ainda no início da década de 1970. Apesar de ter longos anos de listagem de suas ações, a empresa entrou nos holofotes recentemente, pela melhoria em seus resultados operacionais, pela aquisição de concorrentes e pelo aumento na distribuição de dividendos. Não é raro encontrá-la na lista de small caps para se apostar.

Em 2018, a Unipar Carbocloro faturou R$ 3,5 bilhões e registrou um lucro bruto de R$ 1,2 bilhão. Os números incluem o resultado da Indupa, empresa química argentina que foi comprada pela Unipar no fim de 2016. Foi a incorporação da Indupa, aliás, que alavancou a participação da Unipar na produção de PVC e engrossou o desempenho operacional da empresa. O PVC é metade composto por cloro, o que explica a vantagem produtiva e a sinergia entre as duas empresas.

SAIBA+IQ: Como comprar ações da Gerdau

Como a Unipar chegou aqui?

A valorização da empresa se deu pelo processo de aquisição de concorrentes (além da Indupa, ela comprou 100% do capital da Carbocloro), o que fortaleceu sua presença no mercado local. A Unipar atua em um mercado oligopolista (produção de cloro, soda e PVC), protegido por políticas antidumping. Isso significa que há baixa competição com produtos importados da China e dos Estados Unidos, por exemplo.

Sua vantagem competitiva é operacional: a Unipar tem margens melhores que as principais concorrentes (Dow, Braskem e Canexus) e suas principais plantas estão no Sudeste. Além de a região concentrar a maior parte do mercado consumidor dos insumos produzidos pela Unipar, a empresa também está a poucos quilômetros do porto de Santos, o que facilita o processo de exportação de produtos e importação de matéria-prima. Tanto o cloro como a soda são itens de difícil transporte, o que torna a localização uma enorme vantagem competitiva.

SAIBA+IQ: Como comprar ações da Petrobras

Quais foram os efeitos sobre as ações (UNIP3 e UNIP6)?

O movimento recente de consolidação em um mercado com poucos competidores multiplicou o faturamento da empresa e aumentou a sua exposição aos investidores. Um dos nomes mais conhecidos do mundo financeiro, Luiz Barsi Filho, tornou-se o segundo maior sócio da Unipar, perdendo somente para a Vila Velha Participações, unidade que representa a família fundadora. Barsi comprou ações ao longo dos últimos anos e tem, atualmente, cerca de 13% dos papéis ordinários (UNIP3) e 21% dos preferenciais (UNIP6). O Fundo Verde, outro expoente do mercado financeiro, é o terceiro maior acionista, com 8% das ações ordinárias. A família controladora, representada pela Vila Velha Participações, possui 58% dos papéis UNIP3 e menos de 1% dos UNIP6.

O desempenho das ações nos últimos anos é impressionante. No início de 2015, as ações ordinárias estavam valendo centavos. Em março de 2019, o papel superou o limite dos R$ 40. O mesmo aconteceu com os papéis preferenciais, que chegaram a ser negociadas por R$ 44 em agosto de 2018. Segundo a consultoria Economatica, a Unipar distribuiu 17% de dividendos em 2018 e registrou uma média anual de 13% nos últimos anos.

Vale lembrar: as ações preferenciais são aquelas que distribuem dividendos maiores, por isso são mais buscadas pelos pequenos investidores. Já as ações ordinárias também dão direito a dividendos, mas eles são 10% menores que os distribuídos para os investidores com papéis preferenciais.

As ações ordinárias dão direito à voto nas assembleias e ao chamado “tag along” – a garantia de compra de ação, caso um acionista minoritário assuma o controle ou caso um novo grupo controlador surja. A regra geral é que a oferta cubra 80% do valor de compra das ações do controlador anterior.

SAIBA+IQ: Como comprar ações da Vale

Fatores que podem influenciar a cotação das ações

Em meados de 2017, a família controladora da Unipar tentou fechar o capital da empresa (o movimento chamado de OPA, ou Oferta Pública de Ações) e comprar a parte dos minoritários. O preço oferecido pela Vila Velha Participações foi de R$ 7,50 por ação, valor considerado baixo. Barsi organizou os acionistas minoritários e conseguiu barrar a tentativa de OPA. Não se sabe ainda se haverá uma nova tentativa, mas esse é um dos fatores que podem influenciar a cotação das ações da Unipar.

Outros fatores são comerciais: a extinção das iniciativas de antidumping poderia prejudicar a competitividade da Unipar. Ao mesmo tempo, a empresa está exposta a efeitos de mercados no exterior. Além do cloro, é necessário usar um subproduto do petróleo para produzir o PVC. Portanto, se o preço do petróleo sobe, o efeito recai sobre a Unipar. O mesmo vale para outros insumos, como o sal. Todas essas matérias-primas são negociadas em dólar, então uma valorização da moeda americana tem alguns efeitos negativos para a operação da empresa.

Por outro lado, apesar de o comércio doméstico da Unipar estar parcialmente seguro pelas tarifas comerciais e pela própria dinâmica oligopolista, a empresa exporta parte do cloro, soda e PVC que produz, e por isso está sujeita aos preços internacionais dos três produtos. Além disso, como exportadora, a Unipar pode se beneficiar de uma valorização do dólar.

SAIBA+IQ: Quer comprar dólar? Veja cotações, história e onde a moeda mais importante do mundo é aceita

Como comprar ações da Unipar Carbocloro (UNIP3 e UNIP6)?

Trata-se de um processo simples. Assim como na compra de qualquer outro papel da B3, basta que você tenha uma conta em uma corretora de valores e compre papéis dentro da plataforma de home broker.

SAIBA+IQ: Como comprar ações da Suzano

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!