Educação financeira infantil: saiba como ensinar seus filhos

Por admin

Educação financeira infantil

Hábitos que levamos para a vida toda são, em boa parte, aprendidos quando se é criança. E isso vale para todos os aspectos comportamentais do ser humano, de suas preferências alimentares à maneira como lida com as finanças. Por isso, a educação financeira infantil é mais do que necessária para ensinar aos pequenos.

Diferentemente do que muita gente pode pensar, a educação financeira não é apenas aprendida por meio de cursos, práticas e com a mentoria de educadores financeiros. Os pais podem apoiar e fornecer orientações valiosas sobre finanças aos filhos, mesmo que eles ainda sejam crianças.

Por isso, descubra neste post como a educação financeira infantil é importante para a vida adulta, e aprenda muitas dicas para fazê-la de forma saudável!

A lista completa de materiais escolares proibidos em 2020

Baixe aqui ⬇️ e não perca mais dinheiro

E-mail enviado com sucesso.

O que é educação financeira?

Educação financeira é uma maneira saudável de lidar com dinheiro, seja em compras, investimentos etc., visando sempre o equilíbrio entre receitas e despesas.

Ainda, é a partir da educação financeira que se planeja melhor uma vida equilibrada, com foco em muitas realizações e projetos, aproveitando boas oportunidades.

Na prática, e de maneira simplificada, é o equilíbrio entre receitas e despesas, com a conscientização sobre seus impactos em diversos campos da vida pessoal e profissional.

Veja aqui nosso post completo sobre educação financeira!

Por que a educação financeira infantil é importante?

A educação financeira infantil talvez seja uma disciplina escolar obrigatória para grades curriculares de muitos países, dada sua importância para qualquer pessoa. É a partir dela que crianças aprendem, desde cedo, a gerir seu dinheiro e fazer escolhas mais conscientes no aspecto financeiro.

Ainda, além da educação financeira ter sua importância para todas as pessoas, ela ganha atenção especial quando é orientada para crianças. Afinal, o que se aprende na fase infantil, provavelmente se leva na memória, ou em hábitos, pelo resto da vida.

Assim, crianças que são guiadas pelos pais, sobre como lidar com dinheiro em suas diferentes aplicações, ganham, desde cedo, uma visão mais próxima sobre o tema, o que gera uma maneira de lidar com dinheiro bastante equilibrada.

Quais hábitos financeiros os pais devem estimular os filhos?

Hábitos conduzem ao sucesso ou ao fracasso financeiro, portanto, é a partir deles que as crianças vão seguir uma direção ou outra em sua vida adulta, quando se trata das finanças.

Toda a educação financeira infantil deve ser feita com o foco em estimular hábitos que levem os pequenos ao sucesso financeiro, seja administrando pouco quando criança ou muito quando adulto.

Veja alguns dos hábitos que devem ser estimulados para conduzir seus filhos a uma boa a saúde financeira:

  • Entender que, para conquistar, é preciso, antes, trabalhar;
  • O dinheiro é importante, mas não é tudo na vida;
  • Poupar é uma forma de ter recursos futuros;
  • Enxergar o dinheiro como uma ferramenta;
  • Entender a diferença entre precisar e querer ou, em outras palavras, necessidades e desejos;
  • É preciso se planejar para realizar sonhos;
  • Perceber as consequências de gastar além do planejado;
  • Mostrar que há custos domésticos que são prioridade.

Como os pais podem ser o exemplo para uma boa educação financeira infantil?

É por meio de um bom exemplo dos pais que os filhos podem ter referências do que deve e não deve ser feito em relação às finanças.

Para que as crianças tenham uma visão e uma relação mais saudável com o dinheiro, algumas ações e posturas devem ser tomadas entre pais e filhos.

Aproximá-los de conversas sobre finanças

Falar sobre assuntos financeiros não deve ser um bicho de sete cabeças, principalmente quando o ouvinte é uma criança.

Portanto, explicar termos simples, como poupar, gastar, economizar, investir, e como cada um deve ser feito, são os primeiros passos sólidos para a educação financeira infantil.

Claro, reserve momentos para isso ou, então, aproveite quando a curiosidade da criança vier em forma de perguntas e dedique alguns minutos sobre o tema com eles.

Explicar a organização de contas da casa

Planilhar e calcular receitas e despesas de casa é uma tarefa para adultos, já que exige contabilizar custos de tudo e montar o planejamento da família.

Porém, mostrar e explicar essa planilha de gastos, bem como ela ajuda na economia de casa, é uma ótima maneira de elucidar aos pequenos como as finanças são na prática.

Para isso, puxe uma cadeira e, por exemplo, mostre os custos com a alimentação, incluindo o cereal ou as bolachas que seus filhos consomem. Estabelecer essas referências do mundo infantil funciona melhor com crianças.

Explicar sobre poupar e investir

A diferença básica entre poupar e investir, e o impacto que cada um tem na hora de seu filho conseguir comprar o tão almejado brinquedo novo, é necessária.

Para isso, mostre que há produtos que não são extremamente necessários para compra. E, se o dinheiro poupado for investido, com paciência e o “poder dos dividendos”, ele vai aumentar.

Planejamento orçamentário: saiba como fazer o seu!

Aprenda a ter maior controle das suas finanças!

E-mail enviado com sucesso.

5 dicas de como ensinar educação financeira para seus filhos

Das mais lúdicas às mais pragmáticas, há várias dicas para fazer com que seus filhos pratiquem desde cedo os seus ensinamentos sobre educação financeira.

1. Deixe as crianças ajudarem nas compras

Quando você for fazer as compras no supermercado, leve as crianças junto para ajudá-lo nas escolhas e gerenciamento do dinheiro.

Para isso, faça a lista com eles, e você pode falar qual é o limite para as compras, para que eles fiquem com essa informação, sabendo que se gastarem em itens que não precisam, ou mesmo caros, poderão ficar sem algum suprimento.

A ideia é conseguir levar o máximo de itens dentro do valor estipulado e, se sobrar dinheiro, você pode até comprar um doce ou outro item para eles.

2. Dê uma pequena quantia como mesada

Entregar uma pequena quantia como mesada aos filhos, semanalmente ou mensalmente, funciona como um preparo para que eles aprendam sobre ganhar dinheiro.

Isso ajuda que eles comprem o que querem, como brinquedos ou alimentos, e se controlem. Sabendo o quanto vão ganhar nas próximas vezes, eles tenderão a se esforçar para não ficar sem nenhum dinheiro.

3. Garanta recompensas por tarefas

Pedir um apoio aos filhos em tarefas domésticas é comum, e você pode transformar esses momentos em oportunidades para que eles ganhem algum dinheiro. Seja levar a roupa até a lavanderia, ajudar na faxina de casa entre outras tarefas.

Dessa maneira, eles vão aprender que, para se ganhar dinheiro, é preciso primeiro trabalhar para só então ter seus resultados financeiros depois.

4. Torne seus filhos “gerentes do dinheiro”, em passeios

Em um passeio com a família para um lanche, em uma volta ao parque e em outros momentos em família, você pode deixar com que seus filhos fiquem responsáveis pela quantia gasta.

Porém, não entregue o dinheiro a eles, mas sim, faça a brincadeira de falar quanto se pode comprar naquele dia. Assim, quando for usar o dinheiro, você pergunta às crianças se pode ou não gastar o valor, com base no que já conversaram sobre o orçamento do dia.

5. Presenteie os filhos com jogos sobre finanças

Os jogos são maneiras lúdicas de ensinar aos pequenos como controlar as finanças e, como eles gostam de brincar, essa não será uma tarefa difícil.

Alguns dos jogos que são perfeitos para dar de presente aos filhos são o Banco Imobiliário, o Jogo da Vida e o Jogo da Mesada. O que os três brinquedos têm em comum é o apelo financeiro como um dos motivos para se ganhar ou perder na brincadeira.

Aprenda sobre educação financeira infantil com o iq

Falar sobre assuntos financeiros com os pequenos trará muitos ganhos em qualidade de vida dos filhos quando eles estiverem adultos. Afinal, assim que eles entenderem e aplicarem os ensinamentos para consumir, poupar e, ainda, investir, eles terão equilíbrio e muitas realizações. Conheça mais sobre educação financeira  com o iq.