Fatura Losango: saiba como quitar a sua

Por Redação IQ 360

losango-fatura-em-atraso

Fazer a gestão financeira pessoal pode ser difícil. Tanto é que o Brasil tem 63,8 milhões de inadimplentes. Para evitar a entrada nessa estatística, é preciso negociar com a Losango a fatura em atraso.

Confira nosso passo a passo para quitar essa dívida e as dicas para manter sua vida financeira saudável.

Quer deixar suas contas em dia e parar de pagar juros por atraso?

Confira nosso guia com DICAS EXCLUSIVAS! Política de Privacidade

Acesse seu E-mail para baixar o conteúdo.

Atrasei o pagamento da minha fatura Losango, e agora?

Sua fatura Losango ficou atrasada? Agora é a hora de negociar. O recomendado é assumir o problema e encarar a empreitada. Para isso, é preciso considerar algumas variáveis.

Prazo de negociação de fatura

A fatura em atraso da Losango pode ser renegociada depois de 65 dias de atraso. Antes disso, você deve fazer o pagamento do boleto e arcar com as taxas de juros, multas e encargos cobrados no mês seguinte.

O que é um acordo e como fazer?

O acordo é uma alternativa oferecida pela Losango para faturas em atraso. Com ele, você quita o saldo devedor ou faz uma renegociação por meio do pagamento em mais parcelas.

Geralmente, você recebe um boleto de adesão. É só ver as condições e aceitar.

Caso isso não aconteça, você pode entrar em contato com a Central de Cartões. Qualquer que seja o acordo, só entra em vigor quando você paga a primeira parcela na data combinada.

Conforme os pagamentos são feitos em dia, seu nome é retirado da lista de devedores dos órgãos de proteção ao crédito.

Após o pagamento, posso utilizar meu cartão?

A Losango opta por cancelar o cartão que está em acordo de pagamento. O motivo é evitar um novo endividamento e dar a você a chance de quitar os débitos em aberto e organizar suas finanças.

Quer deixar suas contas em dia e parar de pagar juros por atraso?

Confira nosso guia com DICAS EXCLUSIVAS! Política de Privacidade

Acesse seu E-mail para baixar o conteúdo.

Como evitar ficar inadimplente?

O primeiro passo para manter suas finanças no azul é evitar os débitos em aberto. Faturas não pagas se tornam uma “bola de neve” de dívidas — e não vale a pena entrar nisso. Por isso, a Losango oferece algumas possibilidades de pagamento, além da modalidade à vista.

Uma delas é o pagamento mínimo da fatura. Nesse caso, você entra no chamado rotativo, porque deixa de pagar o valor total do boleto. Com isso, o saldo restante é cobrado no mês seguinte.

Por exemplo, se você tem uma fatura de R$ 200, mas paga apenas R$ 50, os R$ 150 restantes ficam para o mês seguinte. Vale a pena destacar que, após 30 dias, a quitação integral é obrigatória. Além disso, sobre esse último valor, são cobrados juros e Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), um tributo federal obrigatório.

Outra alternativa é o Parcelado Fácil Losango. Essa opção é utilizada quando você usa o pagamento mínimo, mas não consegue pagar a fatura total no mês seguinte. Assim, tem o parcelamento como uma possibilidade de renegociação para evitar a fatura em atraso na Losango.

O próprio boleto trará os planos disponíveis para negociação, com 12 opções de parcelamento. As taxas de juros são menores do que as praticadas no rotativo. O objetivo é facilitar para haver o pagamento completo.

A última possibilidade é o parcelamento de fatura. Ele é diferente das modalidades anteriores, porque você renegocia o valor logo de cara, sem entrar no rotativo. Para isso, basta entrar em contato com a Central de Cartões ou ver as opções de parcelamento no campo de mesmo nome.

Todas essas alternativas são oportunidades para você evitar a inadimplência. No entanto, isso é insuficiente. Ainda é preciso ir além. Por isso, apresentamos algumas dicas para você cuidar das suas finanças. Confira!

Controle seus gastos

Seu orçamento pessoal só ficará equilibrado se você controlar os seus gastos. A regra básica é: gaste menos do que ganha. Apesar da dica ser simples, pode ser difícil colocar em prática. Para isso, é preciso mudar seus hábitos de consumo.

Anote todos os seus gastos em um papel, planilha ou aplicativo financeiro. Depois, veja o que você pode eliminar ou substituir. Por exemplo, a TV a cabo pode ser trocada pela Netflix. O plano do celular pode ser transformado em um mais simples e barato. Por aí vai.

Com a revisão dos seus gastos, você pode ver onde gasta mais, qual categoria ocupa mais o seu orçamento, e fazer pequenas mudanças, que levarão a um consumo mais inteligente e consciente.

Não tenha um limite de cartão acima de 30% da sua renda

O cartão de crédito nunca deve ter um limite maior que 30% da sua renda. Essa é uma dica fundamental para evitar uma das dívidas mais comuns dos brasileiros. Assim, você evita a tentação de gastar.

Por exemplo, se você tem uma renda de R$ 1.500, o máximo deve ser R$ 450. Dessa forma, você ainda tem R$ 1.050 para pagar outras contas, como luz, água e telefone.

Ao mesmo tempo, esse limite menor faz com que você opte por comprar mais à vista. Assim, há uma chance ainda menor de se endividar e fica mais fácil controlar os gastos e manter suas finanças no azul.

Em caso de extrema necessidade, parcele

A última opção é o parcelamento, como já vimos. Essa deve ser sempre a última alternativa, mas é útil em casos extremos. Lembre-se de como funciona o rotativo e confira a taxa de juros aplicada. Isso pode variar de acordo com o seu plano na Losango, ok?

Agora que você sabe como sair das dívidas e ainda evitar a fatura em atraso com a Losango, está na hora de organizar seus gastos. Aproveite as dicas repassadas para ficar no azul e manter seu status de bom pagador para adquirir mais crédito quando precisar.

Gostou dessas recomendações? Veja outras 5 dicas para renegociar sua dívida com o banco e espante o fantasma do endividamento da sua vida!