Como saber se vale a pena pagar anuidade do cartão de crédito?

Por Redação IQ 360

Vale A Pena Pagar Anuidade Do Cartão De Crédito

O cartão de crédito é algo presente na vida de muitos brasileiros. É através dele que o cliente tem uma facilidade maior para realizar as suas compras (tanto nas lojas físicas quanto na internet), sacar dinheiro para pagar as contas, até mesmo para realizar suas transações.

Além disso, esse serviço permite que o cliente possa utilizar o cartão de crédito no mundo inteiro, evitando a realização de compras com dinheiro vivo ou a utilização de cheques.

No entanto, o que muitas pessoas se esquecem é de que a praticidade proporcionada por esse serviço tem um custo, o qual é cobrado pelos bancos através da anuidade. Você sabe como ela funciona?  Confira aqui como saber se vale a pena pagar anuidade do cartão de crédito.

Saiba como ser aprovado para um cartão de crédito!

Confira dicas exclusivas no ebook iq para aumentar as chances de ser aprovado para um cartão de crédito Política de Privacidade

Acesse seu E-mail para baixar o conteúdo.

O que é anuidade do cartão?

A anuidade nada mais é do que uma taxa cobrada pelos bancos pela utilização do cartão. A anuidade tem como objetivo o pagamento da manutenção, administração, gerenciamento e monitoramento desse cartão, portanto, no momento em que o banco libera o cartão para o cliente, ele passa a cobrar essa taxa de utilização.

No entanto, um dos problemas que envolvem o pagamento da anuidade é que, muitas vezes, os bancos começam a cobrar essa taxa após o primeiro ano de uso do cartão e não avisam ao cliente quando esse valor passa a ser descontado na fatura.

Por isso, é importante que você entre em contato com o seu banco para tirar todas as suas dúvidas se vale a pena pagar anuidade do cartão de crédito antes mesmo de fazer a solicitação do serviço, pois muitas vezes elas não são baratas. O pagamento dessas taxas pode ser feito à vista ou em parcelas mensais.

Por que pagar anuidade?

A anuidade do cartão de crédito é realizada no Brasil pelas bandeiras ou instituições financeiras que oferecem o serviço, e grande parte dessas instituições exige o pagamento da taxa. Essa não é uma regra para todos os cartões de crédito, porém, ao pagar a anuidade, o cliente tem acesso a alguns benefícios.

Uma das maiores vantagens que podem ser citadas sobre se vale a pena pagar anuidade do cartão de crédito é o programa de pontos. Através dele, o cliente pode trocar, posteriormente, os pontos por uma recompensa, que pode ser a compra de mais produtos ou algum tipo de serviço.

Cada cartão tem a sua política, contudo, geralmente, quanto mais o cliente compra, mais pontos ele vai acumulando. Novamente, é importante ressaltar que o cliente deve avaliar com cautela se vale a pena pagar anuidade do cartão de crédito.

É possível negociar a taxa de anuidade do cartão de crédito?

O preço da anuidade é algo que varia muito. O preço, que é regulamentado pelo Banco Central (BACEN), é feito de acordo com a operadora, bandeira e o tipo de cartão de crédito. Ou seja, quanto mais exclusivo é o cartão de crédito do cliente, mais altas serão as taxas. Todavia, é válido ressaltar, também, que, para os cartões mais simples, essas taxas são mais acessíveis.

Primeiramente, é importante lembrar que o valor da taxa de anuidade deve ser informado ao cliente no momento da contratação do serviço. Caso ele não tenha acesso a essa informação, é possível encontrar o valor através do site da instituição ou através da Central de Atendimento do cartão. É um direito do consumidor saber tanto sobre o preço de anuidade quanto o valor da parcela que deverá ser paga.

Outra questão que deve ser levada em conta é que a taxa de anuidade do cartão de crédito pode ser paga de uma vez, mas também pode ser parcelada. Esse valor também não é fixo, portanto, o cliente deverá negociá-lo com o banco todos os anos. Ao adquirir este serviço, o cliente pode negociá-lo para ficar isento da taxa.

De acordo com a cartilha ‘Cartão de Crédito’, lançada pelo Banco Central do Brasil (órgão responsável pela regulamentação de todas as instituições bancárias do Brasil), “o preço da anuidade para sua utilização deve ser o menor preço cobrado pela emissora entre todos os cartões por ela oferecidos. As instituições financeiras, no processo de negociação com os clientes, estão obrigadas a oferecer o cartão básico, que pode ser nacional e/ou internacional. Esse cartão não pode ser associado a programas de benefícios e/ou recompensas”.

Caso a negociação prossiga, a instituição primeiro irá reunir diversas informações pessoais sobre o cliente, por exemplo, qual é o seu gasto mensal e se atrasa o pagamento da fatura.

Caso o cliente seja o tipo de pessoa que paga todas as suas contas em dia e não está com o Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) restrito, esse já leva vantagens no momento da negociação.

Mas e aí? Vale a pena pagar anuidade?

Entre algumas questões que devem ser levadas em consideração no momento de adquirir o cartão, estão a segurança, atendimento, tarifas, descontos e programa de fidelidade.

Em relação à segurança, é preciso saber como o banco lida com situações de perda ou roubo, já no atendimento, é necessário saber como o banco se posiciona no momento de esclarecer as suas dúvidas e como age presencialmente. Na questão das tarifas, é necessário pesquisar qual é a visão que as pessoas têm desse serviço (uma dica é consultar o site Reclame Aqui e ler os comentários).

Os descontos são para que o cliente saiba onde poderá pagar mais barato por conta do cartão (um exemplo disso é a entrada no cinema e shows). Por fim, o programa de fidelidade deve ser consultado para que o cliente entenda como é possível acumular seus pontos e onde ele poderá trocá-los posteriormente.

Gostou das dicas? Então acesse o site do iq e confira todos os nossos reviews completos sobre cartões.

Você sabia que o Brasil é o país que mais usa cartão de crédito na América Latina? Confira a pesquisa que o iq fez para mostrar como o cartão de crédito é importante no cotidiano do brasileiro.