Bancos estão autorizados a cortar limite do cartão de crédito imediatamente

Por Diana Ribeiro

cartão-corte-limite-crédito

Para melhorar o gerenciamento de risco das instituições financeiras, o Conselho Monetário Nacional (CMN) mudou as regras sobre o limite do cartão de crédito. Se antes elas tinham de comunicar o consumidor e respeitar o prazo de 30 dias para fazer qualquer alteração, agora o limite pode ser alterado imediatamente para clientes devedores.

Desde novembro de 2018, se os bancos identificarem uma piora no perfil do usuário e julgarem que há risco de inadimplência no pagamento da fatura, eles podem cortar ou reduzir o limite do cartão de crédito. Não há mais prazo a ser cumprido, apenas a exigência de que o cliente seja avisado.

O prazo de 30 dias foi considerado um problema para o cliente, afinal, o endividamento continuava crescendo. Com a mudança, o consumidor não vê a dívida se transformar em uma bola de neve.

A lógica do CMN é a de que menores riscos significam custos mais baixos para a linha de crédito. Se as instituições financeiras perdem menos com clientes inadimplentes, poderão cobrar juros menores dos clientes em geral. Essa, porém, é uma tentativa de baixar os juros e não uma obrigação de que vá, de fato, acontecer.

Saiba como ser aprovado para um cartão de crédito!

Confira dicas exclusivas no ebook iq para aumentar as chances de ser aprovado para um cartão de crédito

E-mail enviado com sucesso.