Como é a vistoria do Detran?

Por Emily Moura

vistoria-detran

Ter um veículo envolve inúmeros gastos e cuidados: desde a limpeza e o abastecimento de combustível até a completa regularização de toda a documentação do carro. Um desses documentos que deve ser regularizado, mas gera muitas dúvidas, é o Certificado de Registro do Veículo (CRV), também conhecido Documento Único de Transferência (DUT). Para que o DUT fique sempre atualizado, é necessário fazer a vistoria de identificação veicular e documental, conhecida popularmente como “Vistoria do Detran”.

O que é a vistoria do Detran?

Exigida pela legislação de trânsito brasileira, a vistoria é realizada pelo departamento Estadual de Trânsito, ou seja, o Detran. O objetivo é avaliar as condições do veículo como a documentação, se o carro está funcionando em boas condições e a legitimidade do proprietário.

SAIBA+IQ: Jeep Renegade 2019: tudo sobre o crossover da Jeep

Como funciona a vistoria do Detran?

A vistoria do Detran é obrigatória em algumas situações específicas:

  • Em caso de transferência de propriedade, como compra ou venda do carro;
  • Quando o dono do veículo muda de município.

Além disso, a vistoria é de extrema importância para averiguar se as características originais do veículo estão em ordem e se o carro dispõe de equipamentos de segurança obrigatórios.

A vistoria veicular pode ser feita nos órgãos executivos de trânsito dos Estados ou por empresas credenciadas pelos Detrans. Lugares que são autorizados a fazer esse tipo de vistoria são chamados de Empresas Credenciadas de Vistoria Veicular (ECV).

A vistoria não é gratuita e os valores podem variar bastante, dependendo do seu Estado. Os valores variam de R$ 80 a R$ 120. Em Tocantins, por exemplo, o custo da vistoria é de R$ 106,97 e no Espírito Santo, de R$ 85,54.

Como é o processo de vistoria?

Para realizar a vistoria, o proprietário do veículo tem a opção de fazer um agendamento pela internet. Com hora marcada, o processo pode ser mais rápido. Confira o site do Detran da sua cidade e faça seu cadastro.

Mas o agendamento pode ser dispensado e o dono do carro pode ir diretamente em um ECV ou Detran. O proprietário do veículo, seja ele pessoa física, jurídica e terceiros, pode solicitar e retirar o veículo da revisão. Confira os documentos necessários:

Pessoa Física

  • Carteira de identidade: pode ser uma cópia autenticada ou qualquer original com foto, como carteira de trabalho, habilitação, passaporte, etc;
  • Comprovante de pagamento da vistoria (DUA);
  • CPF;
  • CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo;
  • Requerimento, fornecido pelo Detran.

Pessoa Jurídica

  • Carteira de identidade: pode ser uma cópia autenticada ou qualquer original com foto, como carteira de trabalho, habilitação, passaporte, etc/
  • CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica;
  • Comprovante de pagamento da vistoria (DUA);
  • CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo;
  • Requerimento, fornecido pelo Detran.

Terceiros

  • Carteira de identidade: pode ser uma cópia autenticada ou qualquer original com foto, como carteira de trabalho, habilitação, passaporte, etc;
  • Comprovante de pagamento da vistoria (DUA);
  • CPF;
  • CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo;
  • Procuração;
  • Requerimento, fornecido pelo Detran.

O processo pode variar de acordo com a sua região. Por isso, aconselhamos que você confira no site do Detran da sua cidade os procedimentos locais (todos eles estão listados no fim deste texto).

Geralmente, você deve levar seu carro até uma das áreas de vistoria da sua cidade, realizar a vistoria, receber o Documento Único de Arrecadação (DUA) e efetuar o pagamento. Com o comprovante de pagamento em mãos, você já está apto a retirar o documento CRV.

A vistoria é feita no mesmo dia. Após apresentar o comprovante de pagamento, você é autorizado a retirar o CRV.

Quem deve fazer a Vistoria do Detran?

A vistoria do Detran é um procedimento obrigatório nos seguintes casos:

  • Compra ou venda de carro;
  • Caso o proprietário mude de endereço;
  • Mudança nas características de fábrica do automóvel.

A vistoria do Detran garante que todas as informações sobre o seu veículo fiquem sempre atualizadas.

SAIBA+IQ: O erro mais comum das férias: não fazer a revisão no veículo

O que acontece se eu não fizer a vistoria?

Quem não faz a vistoria não consegue emitir um novo CRV ou DUT, que é o principal documento para a transferência de veículos. Conduzir um veículo que não esteja devidamente vistoriado é considerada uma infração gravíssima e pode gerar multa de R$ 195,23 para o condutor, que também pode ter o veículo apreendido para regularização. Além disso, o endereço do novo proprietário do carro ficará desatualizado e consequentemente notificações e autuações não chegarão ao endereço do novo dono, que não terá como recorrer de eventuais multas de trânsito.

Itens obrigatórios na vistoria do Detran

Na hora da vistoria, vários equipamentos do carro serão conferidos para certificação de que tudo está em boas condições. Alguns itens podem variar de acordo com o Estado que o condutor mora. Confira alguns deles:

  • Para-choques dianteiros e traseiros
  • Espelhos retrovisores, internos e externos
  • Limpador de para-brisa
  • Lavador de para-brisa
  • Pala interna de proteção contra o sol
  • Faróis principais dianteiros da cor amarela e branca
  • Faróis nas cores amarela e branca
  • Lanternas de posições traseiras de cor vermelha
  • Lanternas indicadoras de direção
  • Lanterna de marcha ré
  • Retrorrefletores traseiros
  • Lanterna de iluminação da placa traseira
  • O velocímetro
  • A buzina
  • Freios de estacionamento de serviço e com comandos independentes
  • Pneus em bom estado
  • Dispositivo de sinalização luminosa refletora de emergência
  • Extintor de incêndio dentro do prazo de validade
  • Registrador de velocidade e tempo
  • Cinto de segurança em boas condições
  • Dispositivo que controla o ruído do motor
  • Rosa sobressalente, incluindo ar e o pneu e câmara de ar
  • Macaco
  • Chave de roda
  • Chave de fenda

Confira sempre com antecedência os valores e quais itens são obrigatórios.

Veja a lista de Detran por Estado:

Acre – http://www.detran.ac.gov.br/
Alagoas – http://www.detran.al.gov.br/
Amapá – http://www.detran.ap.gov.br/
Amazonas – http://www.detran.al.gov.br/
Bahia – http://www.detran.ba.gov.br/
Ceará – http://www.detran.ce.gov.br/
Distrito Federal – http://www.detran.df.gov.br/
Espírito Santo – http://www.detran.es.gov.br/
Goiás – http://www.detran.go.gov.br/
Maranhão – http://www.detran.ma.gov.br/
Mato Grosso – http://www.detran.mt.gov.br/
Mato Grosso do Sul – http://www.detran.ms.gov.br/
Minas Gerais – http://www.detran.mg.gov.br/
Pará – http://www.detran.pa.gov.br/
Paraíba – http://www.detran.pb.gov.br/
Paraná – http://www.detran.pr.gov.br/
Pernambuco – http://www.detran.pe.gov.br/
Piauí – http://www.detran.pi.gov.br/
Rio de Janeiro – http://www.detran.rj.gov.br/
Rio Grande do Norte – http://www.detran.rn.gov.br/
Rio Grande do Sul – http://www.detran.rs.gov.br/
Rondônia – http://www.detran.ro.gov.br/
Roraima – http://www.detran.rr.gov.br/
Santa Catarina – http://www.detran.sc.gov.br/
São Paulo – http://www.detran.sp.gov.br/
Sergipe – http://www.detran.se.gov.br/
Tocantins – http://www.detran.to.gov.br/

As informações foram úteis?

0 / 5 (0 avaliação)