Saiba como consultar e pagar o seu IPVA

Por Redação IQ 360

consulta-ipva

Além das despesas usuais com veículos, como abastecimento e revisões periódicas, o brasileiro também deve pagar uma série de tributos veiculares a cada ano. Os impostos obrigatórios servem para o custeio de uma série de serviços públicos, entre eles o de manutenção de vias. O principal tributo veicular é o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, mais conhecido como IPVA.

Para entender como funciona a consulta do IPVA, como o valor é calculado e as maneiras de fazer o pagamento, confira os tópicos a seguir.

IPVA: o que é?

Destinado a todos os veículos automotores terrestres (carros, motos, caminhões e ônibus) que circulem no Brasil, o IPVA é um imposto estadual cobrado anualmente. O valor do IPVA varia conforme o estado, de acordo com uma tabela estipulada pelos governos dos estados e do Distrito Federal.

Além do valor da tributação, que é baseada no valor venal do veículo e na alíquota determinada, a data de pagamento do IPVA também muda conforme o estado: em 2019, por exemplo, São Paulo cobrou o IPVA aos motoristas em janeiro. Já para veículos no Espírito Santo, o imposto só será cobrado no mês de abril.

SAIBA + IQ: IPVA 2019 para São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná

Como fazer a consulta do IPVA?

Levando em conta que o valor do IPVA é diferente conforme o veículo e o estado, as Secretarias da Fazenda de cada estado disponibilizam um portal de consulta do IPVA online. Ao final de cada ano, já é possível consultar o valor do IPVA do ano seguinte.

Para saber o valor do seu IPVA, o primeiro passo é acessar o site da Secretaria da Fazenda do seu estado. Em seguida, você deve informar os números do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotres) e a placa do automóvel em questão. Após digitar um código para autenticação informado pelo próprio site, basta clicar em “consultar”.

Veja a seguir um exemplo de consulta do IPVA, no caso do estado de São Paulo:

consulta-ipva
Modelo de consulta do IPVA na Secretaria da Fazenda

Para saber o número do seu Renavam, que funciona como uma carteira de identidade do carro, procure pelo número de 11 dígitos impresso no documento do carro. Já a placa estará exposta na dianteira ou na traseira do veículo.

Além de poder consultar o IPVA pelo portal da Secretaria da Fazenda, alguns estados ainda entregam o IPVA por correspondência. Entretanto, é válido fazer a consulta online do IPVA, caso seu estado não fizer parte deste grupo.

Quem é isento do IPVA?

Apesar de o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores ser obrigatório para todos os veículos que circulem no território nacional, alguns contribuintes estão livres de pagar o imposto.

Pessoas com alguma deficiência física (PCD) e portadores de doenças crônicas não precisam pagar o IPVA. Para atestar que o motorista se enquadra neste caso, é necessário apresentar os seguintes documentos: cópia autenticada do laudo médico, cópia da nota fiscal da compra do carro, cópia autenticada do licenciamento do veículo e 3 cópias de requerimento de isenção do IPVA.

Donos de carros muito antigos também não precisam pagar o IPVA. Para verificar se o veículo antigo se enquadra nesta isenção, é preciso buscar o Departamento de Trânsito (Detran) de cada cidade.

Como é calculado o valor do IPVA?

Como mencionado anteriormente, o valor do IPVA muda conforme o estado e o veículo. Por isso, o primeiro passo para saber o preço do imposto é consultar o valor do veículo desejado na tabela divulgada pela Secretaria da Fazenda (Sefaz) ao final de cada ano.

As informações da tabela serão referentes ao valor venal de cada veículo. O valor venal é uma estimativa do governo sobre o preço dos veículos, já considerando a desvalorização anual. Na tabela da Sefaz, que é alterada a cada ano, estão todos os modelos de automóveis que circulam no Brasil, separados por fatores como ano e categoria.

Informando-se sobre o valor venal do seu veículo, é necessário em seguida saber o valor do IPVA para o seu estado. Cada estado tem sua própria alíquota de IPVA que, normalmente, fica entre 1% e 5% do preço do automóvel. Essa informação é divulgada também pela Secretaria da Fazenda ao final de cada ano.

Por fim, para calcular o valor do IPVA, é preciso aplicar a alíquota sobre o valor venal. Por exemplo: se o seu carro vale R$ 20 mil na tabela divulgada pela Sefaz e o IPVA do seu estado é de 3%, isso significa que você pagará R$ 600 de imposto. A tabela divulgada é alterada a cada ano, influenciando no valor final do IPVA. Por isso, lembre-se que o valor do imposto muda anualmente.

Como fazer o pagamento do IPVA?

O IPVA pode ser pago de duas maneiras: à vista, com desconto, ou parcelado em três vezes, sem desconto. Entretanto, a porcentagem de desconto na parcela única varia conforme o estado. Em São Paulo, por exemplo, o desconto é de 3% para quem pagar o IPVA de uma vez só. Já em Pernambuco, o desconto sobe para 7%.

Por isso, surgem dúvidas sobre qual é a melhor maneira de fazer o pagamento. Para aqueles que têm o dinheiro disponível, a melhor saída é pagar à vista, uma vez que não há nenhum investimento a curto prazo que renda mais que os descontos oferecidos.

“Se o prazo de parcelamento é curto, o desconto de 3% para pagar à vista já é bom. Isso porque em nenhum momento você conseguiria fazer seu dinheiro render 3%, em 3 meses”, afirma Marcela Kawauti, economista-chefe do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

Se você não tem o dinheiro disponível para pagar à vista, a melhor opção é pagar o IPVA em parcelas. Caso contrário, é provável que você se endivide e gaste mais no futuro do que economizaria com o desconto do imposto. No caso de parcelamentos com cartão de crédito, preste atenção se há a cobrança de juros para parcelar o imposto.

É possível pagar o IPVA diretamente no banco, em caixas eletrônicos ou por meio do aplicativo. Para acessar às informações de pagamento, o motorista deve informar a placa e o Renavam do carro e, em seguida, fazer o pagamento obrigatório.

SAIBA + IQ: Parcelar o IPVA ou pagar à vista? Eis a questão

IPVA atrasado: como pagar e multas

Com tantos impostos no começo do ano, é normal esquecer de algum ou priorizar outro. Mas o atraso no pagamento do IPVA pode afetar o seu orçamento. A partir da data de vencimento do imposto, que é estabelecida por cada estado, o motorista já deve pagar uma multa por dia de atraso.

Para descobrir a multa de atraso em cada estado, é necessário fazer uma pesquisa no site do Detran do estado em questão. Em São Paulo, por exemplo, a taxa é de 0,33% a cada dia, além de juros baseados na taxa Selic. Caso o valor do imposto seja de R$ 1.000 para um motorista, após 2 meses de atraso ele deverá pagar cerca de R$ 1.200.

Para pagar o IPVA atrasado, você deve fazer a emissão da guia pelo site da Secretaria da Fazenda do seu estado, que já calcula o valor do IPVA automaticamente com as multas que você deve pagar. E lembre-se: quanto maior é o atraso do pagamento, maior será a multa cobrada, por isso é importante prestar atenção no planejamento financeiro.

Fique atento às datas de vencimento e se programe com antecedência para não perder dinheiro com juros e multas. Para mais inforções sobre veículos e outros assuntos acesse o nosso portal de notícias.