Conheça as principais peças do seu carro

Por Redação IQ 360

Se você é proprietário de um carro ou está pensando em adquirir seu primeiro automóvel, saiba que manter um veículo requer uma série de cuidados. Entre esses cuidados está a manutenção e a troca de peças. Para que tudo seja feito de modo seguro e econômico, é preciso pesquisar bastante. Mas, atenção: é comum ser vítima de golpes e falsificações de peças, o que coloca a sua segurança e dos demais passageiros em risco.

Para sempre fazer as trocas das peças com segurança, qualidade e economia, é essencial conhecer quais são elas, onde comprar mais barato e como se proteger de falsificações. Para ajudar você com essa tarefa, o IQ Veículos listou informações importantes, que fazem toda a diferença na hora de realizar a manutenção do seu carro.

SAIBA+IQ: Tudo o que você precisa saber sobre a placa padrão Mercosul

Conheças as peças e suas principais funções

Um carro é composto por milhares de peças. Mas existem algumas que devemos dar atenção com mais frequência, devidos às revisões e eventuais defeitos. Confira a lista que preparamos para você com as principais peças automotivas.

  • Direção hidráulica
Direção hidráulica

A direção hidráulica é um sistema que auxilia no esterçamento do veículo, Ele utiliza parte da energia do motor para facilitar a movimentação do volante, tornando o ato de dirigir uma tarefa mais fácil para o motorista.

Quando trocar? O sistema de direção hidráulica utiliza um fluído para o seu funcionamento. Com um fluído de qualidade, a troca pode demorar até dois anos para ser feita. Caso encontre vazamentos ou por algum motivo ele evapore, é só completar com a quantidade indicada.

 

  • Pastilhas de freio
Pastilhas de freio

As pastilhas fazem parte do conjunto de freios e são muito importantes para a parada segura do veículo. Quando o motorista aciona o freio, as pastilhas entram em contato com o disco para reduzir a velocidade.

Quando trocar? É normal que as pastilhas de freio se desgastem com o tempo, por isso é importante ficar atento aos sinais. Pedal de freio muito baixo e demora para a parada do veículo são sinais de que as pastilhas estão gastas e precisam ser trocadas.

 

  • Embreagem
Embreagem

A embreagem é uma peça composta por rolamento, platô e disco. Localizada entre o motor e a caixa de câmbio, é a responsável por transmitir a força do motor para o câmbio e, em seguida, para as rodas.

Quando trocar? A embreagem dá sinais nítidos quando precisa ser trocada. Repare se a marcha está muito rígida ao engatar e se o carro trepida na hora da saída.

SAIBA+IQ: Revisão programada: o que é, quando fazer e quanto custa

  • Amortecedor
Amortecedor

O amortecedor faz parte do sistema de suspensão do veículo. Além de gerar conforto ao dirigir, serve para proporcionar estabilidade ao veículo, pois absorve o impacto de buracos e lombadas.

Quando trocar? Quando os amortecedores ficam ruins, o veículo começa a ficar rebaixado e podem ocorrer vazamentos de óleo.

 

  • Filtros
Filtros

Essa peça apresenta quatro variações: filtro de ar, filtro de óleo, filtro de combustível e filtro de ar condicionado. Todos eles devem ser devidamente trocados no período indicado para evitar entupimentos e problemas mais sérios aos equipamentos do veículo.

  • Filtro de ar: impede que impurezas entrem no motor e obstruam a peça, o que possibilita um considerável aumento de vida útil ao motor;
  • Filtro de óleo: tem o objetivo de barrar impurezas no óleo do motor, ajudando a evitar o desgaste prematuro do motor;
  • Filtro de combustível: esse filtro, que fica próximo ao motor e ao tanque, barra possíveis impurezas que podem estar presentes no combustível;
  • Filtro de ar condicionado: o filtro do ar impede que resíduos nocivos ao funcionamento do equipamento entrem no ar condicionado, além de evitar maus odores.

 

  • Câmbio
Câmbio

O câmbio, definitivamente, não é uma peça dispensável. Atualmente, existem dois modelos: o manual e o automático. Ambos exercem a mesma função, que é mudar a marcha do carro. Essa peça deve ser manuseada com cuidado, até porque se ela apresentar problemas o valor do conserto pode variar de R$ 4 mil até R$ 30 mil. No caso do câmbio automático, esse valor pode ser ainda maior.

Quando trocar? O câmbio é uma peça visível, por isso é muito fácil identificar defeitos nela. Se começar a desencaixar e a ficar sempre em ponto morto, esses são sinais claros de defeito.

 

  • Bobina
Bobina

A bobina transforma a energia que vem da bateria em faíscas, que são responsáveis pela combustão das velas de ignição.

Quando trocar? Os defeitos de uma bobina de ignição são facilmente perceptíveis. Se notar que o escapamento faz barulhos estranhos, com fumaça é preta e exalando um cheiro forte de gasolina, provavelmente a peça precisará ser substituída.

SAIBA+IQ: O erro mais comum das férias: não fazer a revisão no veículo

  • Radiador
Radiador

O radiador é responsável por manter o motor sempre na temperatura ideal de funcionamento. Essa peça ajuda a manter o motor arrefecido, ou seja, em boas condições.

Quando trocar? Geralmente é feita apenas a troca do líquido do radiador. A água ou o aditivo devem ser trocados quando o nível está baixo ou quando há sujeira, o que pode elevar a temperatura do motor.

 

  • Cinto de segurança
Cinto de segurança

O cinto de segurança é um item bem conhecido. Obrigatório para todos os passageiros dos veículos, o cinto de segurança pode salvar a vida de todos os ocupantes do carro em caso de acidentes.

Quando trocar? Os cintos de segurança devem sempre funcionar corretamente. Porém , eles só funcionam uma vez. Se você já passou por um acidente, é necessário trocar o cinto. Ao ver sinais de desgaste ou descosturas, é aconselhado fazer a troca também.

 

  • Airbag
Airbag

O airbag é outro equipamento de segurança, que está distribuído por várias partes do veículo para proteger os ocupantes em caso de acidente. Ao sofrer uma colisão, o airbag é acionado e evita que os passageiros se machuquem gravemente em contato com as partes duras do carro, como o vidro ou o volante. Infelizmente, esse equipamento não é obrigatório para todos os veículos no Brasil.

Quando trocar? O airbag só pode ser usado uma única vez, então não compre essa peça usada nem reutilize após um acidente.

 

  • Bomba de combustível
Bomba de combustível

O principal objetivo da bomba de combustível é levar o combustível até o motor. Por isso, ela é essencial para o funcionamento do carro como um todo.

Quando trocar? A bomba de combustível pode gerar vários problemas quando começa a dar defeito. Se o carro morre toda hora, se há falta de potência em subidas e necessidade de empurrar para pegar no tranco, pode ter certeza de que essa peça está apresentando mau funcionamento.

 

  • Farol
Farol

O farol é uma peça indispensável para qualquer veículo, principalmente à noite. Basicamente, o farol ilumina a via e permite que o motorista dirija durante a noite em lugares mal iluminados. Estar com o farol muito alto ou quebrado pode resultar em multas, por isso sempre deixe essa peça em dia.

Quando trocar? Se o farol não estiver ligando ou com o vidro quebrado após um acidente, é necessário troca-lo imediatamente.

Como reconhecer peças falsas?

Imagine que chegou a hora de trocar as pastilhas de freio do seu veículo. Você se depara com uma proposta inacreditavelmente barata e compra a peça. Depois de poucos quilômetros rodados, você descobre que a peça é falsificada e a economia, que antes parecia vantajosa, tornou-se uma grande dor de cabeça. Tão importante quanto saber a função e quais são as peças mais procuradas dos carros, é saber identificar quando uma peça é falsa.

Peças falsas expõem o condutor e os passageiros a situações de risco, que podem ocasionar acidentes graves, colocando quem está dentro e fora do carro em perigo.

Para não se expor a esse tipo de risco, existem algumas técnicas que, se usadas, podem evitar que você seja enganado na hora de comprar as peças para o seu carro.

  • Sempre peça a nota fiscal: a nota fiscal é um documento que comprova a sua compra e garante seu direito caso precise reclamar de problemas com a peça. Além disso, na nota fiscal deve conter informações sobre modelo e número de série;
  • Confira o estado da embalagem: muitas vezes passa batido, mas a embalagem de um produto diz muito sobre ele. Fique atento a deformidades, código de barra, confira se ela não foi violada e se tem informações corretas sobre o produto;
  • Confira os preços em vários lugares: sempre pesquise bem antes de comprar uma peça. Se em algum estabelecimento a peça que você procura estiver com um valor muito abaixo do que a concorrência, desconfie. Muitas vezes as peças seguem preços tabelados;
  • Observe a peça: a maioria das peças falsas apresenta imperfeições, como rebarbas e pontas tortas. Fique bastante atento a esses detalhes;
  • Confira o número de série da sua peça: peças falsificadas não tem número de série ou tem dígitos falsificados. Você pode usar a internet para procurar a origem da sua peça e confirmar a legitimidade da mesma;
  • Confira se a peça é certificada: todas as peças automotivas, assim como o próprio carro, são expostas a diversos testes de qualidade para certificar sua segurança. Procure a certificação da peça, que em muitos casos está impressa na própria embalagem. Entre os órgãos responsáveis pela certificação estão: Centro de Experimentação e Segurança Viária (CESVI) e Instituto de Qualidade Automotiva (IQA).

As informações foram úteis?

0 / 5 (0 avaliação)