Zoe, o carro elétrico da Renault que roda 300 km com R$ 30

Por Maria Teresa Lazarini

Renault Zoe carro elétrico
O Zoe é a aposta de carro 100% elétrico da Renault. O preço inicial é de R$ 149,9 mil no Brasil

Lançado oficialmente ao público brasileiro durante o Salão do Automóvel 2018, o Zoe é a aposta de carro 100% elétrico da Renault. Esse é o primeiro modelo disponível para venda no Brasil que pode ser visto e testado pelo consumidor nas concessionárias Sinal do Ibirapuera, em São Paulo, e Globo, de Curitiba. Para as demais cidades, a reserva deve ser feita no site da montadora, com um sinal de R$ 2.990. Em testes no País desde 2014, o veículo importado chega na opção hatch para tentar “popularizar” o mercado de carros movidos a energia sustentável em terras brasileiras.

Apesar de o Zoe só ter chegado ao Brasil para vendas no fim de 2018, o elétrico está à venda na Europa desde 2015. Com preço de € 17 mil, equivalente a cerca de R$ 75 mil, o carro 100% elétrico no exterior tem um valor muito mais em conta quando comparado ao preço sugerido no País. O preço inicial do Zoe para o consumidor brasileiro é de R$ 149.990, o que é pouco acessível para um hatch com potência baixa e design ultrapassado. O carro foi planejado em 2012 e apresenta desenho simples, que se assemelha a um Sandero, que sai por menores R$ 50 mil. Uma das explicações para essa diferença dos valores cobrados na Europa e no Brasil é a alta carga tributária nacional.

De acordo com o site Auto Esporte, existem cerca de 300 carros elétricos em circulação no País. A tendência é que a frota de veículos abastecidos com energia elétrica aumente à medida que o preço dos modelos diminua. Além da Renault, a Nissan aproveitou o Salão do Automóvel para apresentar o Leaf. O carro elétrico da montadora japonesa custa R$ 178.400 e já recebeu cerca de 10 encomendas. Ele desembarca no Brasil em 2019, assim como o Bolt, da Chevrolet, que tem preço de R$ 175 mil.

Uma das preocupações do consumidor é com a existência do seguro para carros elétricos. Algumas seguradoras têm apólices específicas para esse veículo e você pode encontra-las na corretora digital do IQ Seguros.

Autonomia e potência do Zoe, da Renault

A potência do Zoe deixa a desejar, até mesmo para um carro elétrico. Enquanto que o elétrico da Renault tem 92 cavalos, o Bolt vai chegar a 203 cavalos. A diferença, claro, está nos modelos. Por isso, a velocidade máxima do Zoe é de 135 km/h.

O carregamento máximo do Zoe pode ser feito em postos de carregamento elétrico e garante até 300 km de autonomia. Segundo a Renault, cada quilômetro carregado sai por R$ 0,10. Portanto, a carga total do “tanque” do elétrico sai por R$ 30. Como comparação, um carro popular com tanque de 50 litros custa pouco mais de R$ 200 para rodar cerca de 400 km. Para mostrar como funciona o cálculo de carregamento no carro, de acordo com a quilometragem e o tempo, a montadora criou um simulador, que pode ser conferido aqui.

Para carregar o veículo, que funciona com a bateria Z.E. 40, a Renault recomenda que o cliente compre o próprio carregador para deixar em casa, facilitando o reabastecimento do veículo – a indicação é o o Wallbox, um produto que pertence ao parceiro Electric Mobility Brasil. A infraestrutura para os carros elétricos ainda não está pronta no Brasil. Há poucos postos para o recarregamento nos Estados. Uma iniciativa recente foi a parceria entre a montadora BMW e a EDP, empresa de energia elétrica, que investiram R$ 1 milhão para a criação de um corredor na Rodovia Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro – são seis postos de recarga de alta potência ao longo de sua extensão.

As informações foram úteis?

0 / 5 (0 avaliação)