Procuram-se interessados em emprego temporário

Por Diana Ribeiro

O fim do ano é o período que mais movimenta empregos temporários no País. Com a economia instável e mais de 12 milhões de pessoas desempregadas, os trabalhos sazonais são a solução imediata para ocupar parte da mão de obra interna. A estimava da Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem) é que 82 mil novas vagas serão abertas nesse período do ano no comércio, um acréscimo de 10% na comparação com o mesmo período de 2017.

garçom-trabalh-temporário
Em cidades turísticas, a procura por garçons e garçonetes aumenta nesta época do ano

A indústria deu início à contratação temporária em setembro para atender a demanda para as compras do Dia das Crianças. Essas contratações continuaram para atender as comemorações de natal e ano novo, mas em meados de novembro as vagas da indústria começam a diminuir. A partir daí, as oportunidades se intensificam nos setores de comércio e serviços, principalmente aqueles ligados ao turismo.
Quem ainda está em dúvida se há vagas abertas, a boa notícia é que as semanas que antecedem o natal e o ano novo deixam o comércio bastante aquecido. Por isso, trabalhos de vendedor, atendente, garçom, caixa, auxiliar de cozinha e motoristas de aplicativos são algumas das oportunidades disponíveis nessa época do ano.

Como buscar uma vaga temporária

Encontrar uma vaga nem sempre é tarefa fácil, principalmente nesse período em que o alto índice de desemprego aumenta a concorrência. Mas há alguns caminhos que podem ser seguidos:

  • Fale para as pessoas: Sempre que estiver à procura de uma colocação no mercado de trabalho, fale com as pessoas do seu convívio social, não importa a área que elas atuam. Não tenha vergonha de dizer que está procurando emprego. Essa é uma boa prática, pois muitas empresas contratam funcionários por indicação, mesmo que seja para preencher vagas temporárias.
  • Cadastre-se em sites de empregos: Sites de vagas são uma ótima opção para buscar trabalhos de fim de ano. Apesar de não oferecer apenas trabalhos temporários, várias empresas anunciam suas vagas sazonais em plataformas como InfoJobs, Vagas, Empregos.com, Indeed e Catho.
  • Entregue currículos: É a prática mais conhecida e alguns já consideram ultrapassada, mas ainda funciona, principalmente no comércio. Entregar o seu currículo em lojas pode ser uma estratégia eficiente. Não descarte, também, fazer isso na indústria.
  • Procure uma agência especializada: As empresas de trabalhos temporários são registradas no Ministério do Trabalho, algumas delas são associadas da Asserttem. Vale pesquisar qual a agência mais próxima e entrar em contato. O trabalho dessas agências é fazer a ponte entre o trabalhador e as empresas que querem (e precisam) contratar.

Dicas para ser efetivado

Segundo a Asserttem, cerca de 10% das pessoas que conseguem uma vaga temporária no fim do ano são efetivadas e seguem com o emprego depois que as datas comemorativas passam. O IQ 360 separou algumas dicas para você entrar nessa estatística.

  • Seja comprometido e responsável: Por se tratar de um emprego temporário, algumas pessoas não levam o trabalho tão a sério. No entanto, o comprometimento e a responsabilidade com o trabalho são os primeiros quesitos que os empregadores avaliam. Dificilmente alguma empresa irá contratar um funcionário que faz corpo mole, que não cumpre as tarefas e que não é pontual. A dica é encarar o trabalho temporário como se fosse permanente e vestir a camisa da empresa, com proatividade e disposição para realizar as tarefas.
  • Demonstre interesse em continuar: Se seu objetivo é continuar na empresa após o período sazonal, seja honesto com as suas expectativas e demostre aos seus superiores que você deseja um trabalho fixo. Além disso, tenha consciência das suas qualidades e não tenha vergonha de mostrar que o seu trabalho é realmente bom para empresa. Mas cuidado para não virar o bajulador e ser o inconveniente da turma.
  • Turbine o currículo: Por último, e sempre importante, turbine seu currículo. Não importa qual é a sua qualificação profissional, todo mundo tem algo a aprender. Por isso, identifique seus pontos fortes e suas habilidades e desenvolva-as! Procure cursos e materiais que possam ajudá-lo, principalmente porque há muitas opções online, até mesmo gratuitas.

Direitos dos temporários

No ano passado, a Lei 13.429 alterou a Lei do Trabalho Temporário. Agora, o trabalhador pode ser contratado por até seis meses, prorrogáveis por mais três meses. No entanto, o trabalhador temporário deve ter os mesmos direitos do efetivo, como horas extras, adicional por trabalho noturno, repouso semanal remunerado, férias proporcionais, 13º salário, FGTS e proteção previdenciária.

As informações foram úteis?

0 / 5 (0 avaliação)