Crédito para PMEs só destravará em abril de 2019. Por isso, escolha direito

Por Redação IQ 360

Em dois anos, o saldo dos empréstimos para as micro, pequenas e médias empresas (PMEs) diminuiu 25,7%, para R$ 500,7 bilhões, de acordo com os números divulgados pelo Banco Central (BC). O desempenho é o inverso do que tem acontecido no sistema financeiro nacional. Em novembro, o saldo acumulado de todas as operações no País totalizou R$ 3,2 trilhões, uma expansão de 4,4% em 12 meses. O pequeno empreendedor encontrou, nos últimos anos, dificuldade de dar garantias para conseguir tomar um crédito mais barato. Por esse motivo, ele tem recorrido ao cheque especial e ao rotativo do cartão de crédito – duas das mais caras alternativas do mercado.

As linhas emergenciais de crédito devem ser analisadas com cautela. Uma pesquisa realizada pelo IQ Cartões e o IQ Empréstimos para traçar o perfil financeiro do brasileiro em 2018 mostrou que quase metade das 4,1 milhões de pessoas que utilizaram as ferramentas de comparação do IQ pegaram um empréstimo para pagar outras dívidas. A projeção é que as PMEs encontrem melhores condições de crédito – tanto de oferta como de juros – a partir de abril de 2019, quando o governo Jair Bolsonaro já deve ter realizado alguns ajustes na economia. Por isso, especialistas indicam que a pesquisa é o melhor meio para encontrar o crédito mais adequado para o perfil de cada um – os comparadores do IQ são gratuitos e um ótimo ponto de partida.

As informações foram úteis?

0 / 5 (0 avaliação)