Como consultar o informe de rendimentos do Banco do Brasil

Por Redação IQ 360

informe-rendimentos-banco-do-brasil

Todos os contribuintes que são correntistas bancários, possuem aplicações (renda fixa ou variável) ou planos de previdência privada precisam consultar os informes de rendimentos emitidos pela instituição financeira (banco ou corretora) para preencher a declaração anual de Imposto de Renda. O documento deve ser disponibilizado antes do ínicio do prazo de envio das declarações, o que acontece usualmente no começo do mês de março.

Cada instituição financeira possui seu próprio sistema e particularidades. As maneiras de acessar o documento podem ser diferentes, assim como alguns detalhes do informe de rendimentos.

SAIBA+IQ: Como declarar veículos no Imposto de Renda?

Como consultar os informes no Banco do Brasil?

O Banco do Brasil (BB) é um banco estatal, que oferta empréstimos, linhas de financiamento e aplicações financeiras. Além desses produtos, o BB é responsável pela folha de pagamento de parte dos servidores federais, estaduais e municipais. Por oferecer algumas opções de crédito com juros menores, o banco é muito buscado por correntistas de outros bancos. Todos esses clientes devem buscar os informes de rendimento do Banco do Brasil na hora de preencher a declaração do Imposto de Renda.

Para encontrar o documento, basta acessar o internet banking e buscar na caixa de pesquisa pelo item “Informe Imposto de Renda – Rendimentos”. Essa opção disponibiliza as informações sobre a conta corrente do cliente. Uma vez que a seção é acessada, é preciso entrar com o ano-base do informe.

Para os rendimentos de ações ou mesmo de fundos de investimento imobiliário, os FIIs, é preciso procurar por outro item na caixa de buscas. Os dois informes poderão ser encontrados dentro do mesmo campo de busca – “Conta-corrente – Informe Imposto de Renda – Rendimentos de Ações”.

Uma vez que a tela é acessada, é preciso selecionar cada um dos ativos para que os dados do informe sejam exibidos. A dica aqui é baixar ou imprimir todas as informações sobre cada ação ou fundo de uma só vez, para não correr o risco de pular alguma das aplicações.

SAIBA+IQ: O que é o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF)?

Dicas para a organização

Antes mesmo de consultar os informes disponíveis, é bom fazer uma relação de todas as aplicações, produtos e serviços financeiros, para que não se deixe nenhum item escapar. É importante lembrar que investimentos, saldo em conta corrente e financiamentos devem ser declarados no IR, e entram nos critérios de obrigatoriedade de declaração. A relação de todos os produtos e serviços financeiros ajudará o contribuinte a identificar se ele é obrigado a declarar o IR.

Se você possui contas e aplicações em mais de um banco ou corretora, é recomendável fazer uma lista para cada instituição diferente. Não esqueça de incluir contas, cartões ou aplicações conjuntas.

SAIBA+IQ: Veja o passo a passo para declarar bens (imóvel e veículo), aluguel ou empréstimos