Como reagendar o pagamento da restituição do IR

Por Redação IQ 360

Como Reagendar o Pagamento da Restituição

Quando ocorre o reagendamento

O pagamento da restituição do Imposto de Renda pode ser uma renda extra bastante útil para a maioria das pessoas. É usada, por muitos, para investir, comprar produtos ou pagar dívidas. Por isso, a restituição é esperada por grande parte dos contribuintes que fizeram a declaração.

Para saber se têm direito à restituição, os contribuintes devem ficar atentos a um aviso no próprio programa ou aplicativo da Receita Federal. Serão solicitados os dados de uma conta bancária para transferência de valores, o agendamento de uma data e o envio de uma requisição para o depósito.

A partir do momento que a declaração é entregue, o contribuinte pode consultar a situação de sua restituição a partir do site da Receita Federal. Entretanto, a correção de alguns dados informados pode ser exigida, o que resultará no reagendamento do pagamento da restituição.

SAIBA+IQ: Principais dúvidas relacionadas à declaração do IR

Como corrigir os dados?

Para corrigir dados bancários que tenham sido informados incorretamente na declaração, o contribuinte deve ir a uma agência do Banco do Brasil ou entrar em contato com a central de atendimento do BB pelos números 4004-0001, para as capitais, 0800-729-0001, para as demais localidades, ou pelo 0800-729-0088 (número especial exclusivo para deficientes auditivos).

Durante a correção dos erros, o contribuinte poderá solicitar o novo agendamento do crédito em sua conta, seja por telefone ou nas agências bancárias.

SAIBA+IQ: Conheça os tipos de declaração de Imposto de Renda e saiba qual faz sentido para você

Prazos de resgate da restituição

Existe o prazo de um ano para para que o contribuinte resgate sua restituição. Caso o prazo seja excedido, o valor da restituição será devolvido para a Receita Federal e o processo para solicitar o recebimento mudará.

Será preciso que o contribuinte faça uma solicitação por meio de um formulário eletrônico chamado “Pedido de Pagamento de Restituição”. O formulário pode ser encontrado na mesma página de consulta da restituição do IRPF ou no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC). na página Extrato do Processamento da DIRPF. Para aprender como consultar a sua situação da Declaração do Imposto de Renda, clique aqui.

Caso o contribuinte não consiga acessar o formulário eletrônico, ele poderá também apresentar um Pedido de Restituição ou Ressarcimento em postos da Receita Federal. Você pode consultar a lista de unidades de atendimento da Receita aqui. Uma vez que tais formulários tenham sido entregues, o contribuinte pode acompanhar o novo prazo da restituição através do site da Receita Federal.

Vale pontuar, que mesmo que o dinheiro volte para a Receita, o contribuinte tem o prazo de cinco anos, a contar da data em que o valor foi inicialmente encaminhado ao banco, para solicitar o valor da restituição. Depois disso, não será mais possível receber esse dinheiro.

SAIBA+IQ: O que fazer se você não declarou o Imposto de Renda até o prazo