O que é LIS do Itaú?

Por Redação IQ 360

Mesmo tendo um controle dos gastos mensais, uma hora ou outra, alguns imprevistos são inevitáveis, principalmente quando as contas chegam e o bolso aperta. Seja uma consulta médica de emergência, a compra de medicamentos, o conserto do carro, da máquina de lavar ou do celular, sempre haverá situações em que precisaremos recorrer a outros meios financeiros de arcar com as despesas.

Quem tem conta em banco, nessa hora, pode contar com um limite de crédito bem conhecido pelos brasileiros: o cheque especial. Mas é preciso muita atenção antes de utilizar esse limite. Por isso, hoje, explicaremos detalhadamente o que é LIS, o Limite Itaú para Saque. Acompanhe!

O que é LIS?

O Limite Itaú para Saque, mais conhecido como LIS, é o cheque especial dos correntistas do banco Itaú. Essa linha de crédito é disponibilizada pelo banco, aos clientes, para que seja utilizada em casos de emergência e, como o próprio banco indica, em casos em que o valor utilizado possa ser quitado em um curto prazo.

O valor do cheque especial fica disponibilizado na própria conta corrente do cliente e pode ser utilizado sempre que necessário. Se você recebe uma quantia de R$ 300 e tem R$ 150 de LIS, o valor total que aparecerá em sua conta corrente será a soma desses dois valores, totalizando R$ 450.

E se você anda se perguntando como diferenciar esses valores, fique calmo! Você sempre poderá consultar o saldo de sua conta corrente para verificar o valor que pertence a você de fato. No caso do cheque especial, sempre haverá um campo “limite de cheque especial” indicando o valor disponível.

Como o LIS funciona?

O Limite Itaú para Saque funciona de forma bem prática. O valor fica disponível em sua conta Itaú e você pode sacar o dinheiro normalmente, como se fosse sacar o seu dinheiro. Contudo, é preciso atentar-se aos dias em que o limite foi utilizado, tendo em vista que são cobradas taxas de juros por esse serviço.

De acordo com a tabela de taxas do Itaú, a taxa máxima do LIS é de 13,45% ao mês. Além dessa taxa, é cobrado também o imposto sobre operações financeiras (IOF), de acordo com a quantidade de dias úteis em que o limite foi utilizado.

A tabela exemplifica como é feita a cobrança de taxas, simulando o uso de R$ 1000 do limite, de acordo com a quantidade de dias utilizados.

No caso de 15 dias de utilização do limite, o valor da taxa a ser pago será de R$ 91,70 e o IOF varia de R$ 3,88 a R$ 6,26, de acordo com a quantidade de dias corridos.

Entendeu por que o LIS é indicado apenas em casos de emergência e quando você sabe que poderá pagar o valor utilizado em poucos dias?

Quanto menor for a quantidade de dias de utilização, menores serão os juros.

Quem pode contratar?

Mas como dissemos, sempre haverá situações em que é quase impossível fugir do cheque especial. Então, para contratar esse serviço é bem simples. Na maioria das vezes, o LIS fica pré-aprovado para os clientes, tendo em vista que eles já passaram por uma análise de crédito ao abrir a conta. Sendo assim, você precisa ter, primeiramente, uma conta no Itaú.

Em seguida, basta seguir o passo a passo (no computador):

  1. Acesse sua conta Itaú;
  2. No campo de busca, procure por “contratar cheque especial”;
  3. Confira se há limite pré-aprovado em sua conta;
  4. Escolha uma data para pagamento dos encargos (taxa de utilização do cheque especial, IOF);
  5. Em até dois dias úteis, o serviço estará disponível em sua conta.

Caso você não tenha limite pré-aprovado, o que pode acontecer por diversos motivos, como inclusão do nome em órgãos de proteção ao crédito ou score baixo, compareça à sua agência do Itaú e peça uma reanálise de seu cadastro.

Como o LIS é calculado?

Assim como todas as linhas de crédito liberadas por bancos e agências financeiras, o valor do Limite Itaú para Saque é calculado de acordo com uma análise de crédito e risco realizada pelo banco. Dessa forma, o banco saberá se você terá condições de arcar com as contratações que fizer.

Prós e contras do cheque especial

Como todo serviço de crédito, o cheque especial do Itaú também tem suas vantagens e desvantagens. Confira:

Vantagens

10 dias sem juros

Caso você utilize o LIS por 10 dias, corridos ou alternados, úteis ou não, você será isentado de pagar a taxa de juros. Esse benefício de isenção não se aplica ao IOF. Para ler o regulamento de isenção de juros do LIS, clique aqui.

Não é preciso oferecer garantia de pagamento

Imagine passar por uma emergência e ainda ter que oferecer garantias de pagamento do serviço. Essa é uma das maiores vantagens do cheque especial, já que o dinheiro fica disponível em conta e você pode movimentá-lo sempre que precisar.

Pode ser usado para compensar outro pagamento

Você pode utilizar o cheque especial para compensar outros pagamentos ou cheques que forem descontados de sua conta.

Desvantagens

Maior taxa de juros

Como o cheque especial é um benefício que fica disponível diretamente na conta corrente e não é preciso comprovar nenhuma garantia de pagamento, essa modalidade de crédito é uma das que têm as maiores taxas do mercado.

Deve ser pago o quanto antes possível

Por ser uma linha de crédito que cobra juros diários, é preciso que o pagamento do valor utilizado seja realizado o quanto antes possível.

Juros maiores por falta de pagamento

Caso o valor utilizado não seja pago, os juros podem ser ainda maiores. Por isso, em caso de falta de pagamento, o indicado é cancelar o serviço e negociar o pagamento com taxas de juros menores.

Agora que você já sabe o que é LIS, como o Limite Itaú para Saque funciona e quais são as vantagens e desvantagens desse tipo de serviço, fica mais fácil de ter um controle sobre as finanças e saber quando ou não usar o cheque especial.

E então, você já tem o LIS disponível em conta ou pretende solicitar o serviço? Conte nos comentários a sua experiência com o cheque especial!

As informações foram úteis?

0 / 5 (0 avaliação)