Novas regras de bagagem: guia atualizado (2020)

Por admin

Novas regras de bagagem

O que muda com as novas regras de bagagem aérea? Quem gosta de viajar e poupar dinheiro sabe que, recentemente, houveram algumas mudanças no transporte de itens em aviões. Com isso, boa parte do conhecimento que você acumulou em outras viagens pode ter se tornado obsoleto.

Mas se você quer garantir bons voos, tranquilidade na hora de levar a sua mala de mão ou despachar um item maior dentro e fora do Brasil, é preciso se atualizar. Por isso, confira nosso guia completo sobre as novas regras de bagagem e entenda como elas vão impactar a sua próxima viagem!

Quais são as novas regras de bagagem?

Uma das principais dores de cabeça que podem acontecer durante uma viagem está relacionada ao trânsito das bagagens. Extravios e atrasos na entrega das malas após chegar no aeroporto são apenas alguns dos problemas de viagens mais comuns.

Porém, com a nova regra de bagagens vigente no Brasil, um novo problema se tornou popular: o pagamento de taxas extras para o envio de bagagens.

É que as malas de mão acima de 10kg e fora das dimensões especificadas pelas companhias aéreas estão sujeitas a serem despachadas mediante o pagamento de uma tarifa que cria uma despesa surpresa para o seu orçamento de viagem. Como evitar isso e controlar melhor as suas finanças pessoais? Conhecendo bem as regras atuais.

Bagagem de mão

Segundo as regras definidas pela ANAC, as bagagens de mão podem pesar até, no máximo, 10kg, mas cabe a cada companhia aérea definir o volume das malas. Por isso, antes de viajar, é preciso consultar o site ou um representante da empresa que vai lhe transportar para garantir o envio do seu item.

O governo estuda a assinatura de uma medida provisória para lidar com essa situação. A medida indica que a franquia de malas volta para os tradicionais 23kg, com despacho grátis pela companhia e as malas de mão voltam para o tamanho anterior, com peso máximo de 5kg.

Bagagem despachada

A ANAC não estabelece regras para o envio de malas despachadas, cabendo a cada companhia aérea definir qual o tamanho e dimensões de itens que podem ir no porão do avião. Isso é vantajoso para a companhia, que pode fazer o transporte de itens de grande porte em voos mais vazios e lucrar com a atividade.

O passageiro, porém, deve consultar o limite de malas despachadas de cada companhia antes de viajar, para não ficar com nenhum item para trás nem ter que pagar tarifas mais altas.

Saiba como ser aprovado para um cartão de crédito!

Confira dicas exclusivas no ebook iq para aumentar as chances de ser aprovado para um cartão de crédito

E-mail enviado com sucesso.

Quais são as regras de bagagens de mão?

Mesmo as bagagens de mão, essas malinhas com até 10kg que são permitidas dentro do avião, estão submetidas a regras em cada uma das companhias aéreas.

Por isso, é preciso ficar atento para garantir que elas sejam feitas segundo as especificações adequadas e possam ser transportadas no compartimento que fica acima da sua poltrona. Veja, abaixo, as principais regras em relação a essas malas de mão.

Azul Linhas Aéreas

A azul aceita uma bagagem de mão e um item pessoal embarcados no mesmo voo, como fazem outras companhias. O conceito de item pessoal utilizado por elas se refere a bolsas, pastas de trabalho, computadores, câmeras, muletas e até guarda-chuva, bem como alimentos levados para o consumo durante da viagem por bebês de menos de dois anos. Em voos nacionais, as dimensões da mala devem ser 55 cm x 35 cm x 25 cm, com peso máximo de 10kg e em voos internacionais de 55 cm x 40 cm x 20 cm, com o mesmo peso.

Gol Linhas Aéreas

A Gol também aceita bagagens de mão e itens pessoais em voos nacionais, com tamanho máximo de 55 cm x 35 cm x 25 cm e 10kg. É nos voos internacionais que as regras mudam bastante, com bagagens de mão podendo ser enviadas apenas se corresponderem ao tamanho 40 cm x 25 cm x 55 cm e ao peso máximo de 10kg.

LATAM

A LATAM também segue o tamanho e peso padrão de mala praticado por outras companhias do país, com itens de dimensões de até 55 cm x 35 cm x 25 cm e 10kg, podendo embarcar em voo nacional.

Nos voos internacionais, a prática é um pouco diferente. Na categoria econômica, a companhia aceita malas com esse mesmo tamanho, mas pesos diferentes para cada categoria.

Clientes Economy podem levar malas de 8kg e clientes Premium Economy podem levar malas com até 16kg (além de disporem do benefício de viajar com duas bagagens de mão e um item pessoal).

Quais são as regras de bagagem despachada?

Em alguns casos, é impossível evitar o pagamento da taxa, afinal, você realmente precisa transportar algo que foge das dimensões e do peso máximo definido pelas companhias. Porém, mesmo nesses casos, é preciso evitar o pagamento de taxas extras, um gasto imprevisto que pode ocorrer quando você não se atenta às regras para despachar uma bagagem.

Pronto para descobrir quais são os critérios estabelecidos por cada companhia aérea para esse tipo de mala? Confira!

Azul Linhas Aéreas

O preço e as regras para despachar bagagens pela Azul variam de acordo com a tarifa adquirida pelo cliente. Clientes Tarifa Azul não têm bagagem incluída, e pagam R$60 comprando pela internet e R$120 comprando no balcão da companhia. Eles podem despachar itens de 23kg e até 158cm lineares.

Os clientes Tarifa MaisAzul ganham o despacho de um volume gratuito, desde que ele siga também essas dimensões.

Gol

A Gol é outra companhia aérea que limita a mala despachada a 23kg e 158cm lineares. A companhia pratica quatro tarifas diferentes, e cada uma delas impacta o custo de despachar uma bagagem. As Tarifa Promo e Tarifa Light não incluem nenhuma bagagem despachada, já a Tarifa Plus permite despachar um volume e a Tarifa Max, dois.

Os preços para quem quer despachar mais itens são os mesmos da Azul, R$60 antecipado e R$120 no balcão da companhia.

LATAM

A LATAM também utiliza o padrão 23kg e 158cm lineares para estabelecer um limite para as bagagens de mão. A diferença é que os preços para despachar variam consideravelmente de acordo com o voo. 48h antes de viajar, você pode encontrar essas tarifas por valores que vão desde os R$33 até os R$68 e, após esse período, os preços flutuam entre R$84 e R$120.

Nas Tarifa Promo e Tarifa Light, não há bagagem incluída para despachar, mas ambas Tarifa Plus e Tarifa Top aceitam um volume por passageiro.

Lembre-se: se tiver alguma dúvida em relação às regras de bagagem e não quiser passar por nenhum imprevisto na sua próxima viagem, o melhor é falar com seu corretor ou diretamente com a companhia aérea em que vai viajar. Assim, você já faz as malas com a certeza de uma boa viagem.

Gostou do artigo? Então confira outros conteúdos sobre o assunto, aqui no site do iq.