NFC: como funciona essa tecnologia?

Por admin

NFC

Nunca ouviu falar de NFC? Provavelmente você não esteja familiarizado com o termo, mas com certeza já fez uso dessa tecnologia. Essa funcionalidade está cada vez mais presente no nosso dia a dia, permitindo a troca de informações entre aparelhos sem a necessidade de conectá-los por meio de fios. Isso significa mais praticidade nas suas atividades, como troca de dados.

Entender mais sobre essa tecnologia lhe ajuda a utilizá-la da melhor forma possível. Afinal, ela já é uma realidade entre empresas de smartphone e cartão de crédito, por exemplo. Ficou curioso? Confira, a seguir, tudo o que você deve saber sobre NFC!

O que é NFC - Near Field Communication?

A Near Field Communication (NFC) é definida como uma tecnologia que possibilita a troca de informações por meio de dispositivos, sem que seja necessário o uso de cabos ou fios (wireless), basta somente a aproximação física dos objetos.

Basicamente, a troca de dados se dá de forma automática, dispensando configurações prévias. O uso da tecnologia é bastante comum entre smartphones, mas também pode ser aplicada nos demais dispositivos que possuem chip compatível.

Essa novidade se originou do padrão Radio Frequency Identification (RFID), mas se distanciou desse mesmo padrão devido ao fato de que ela limita o campo de atuação de frequências para uma distância máxima de 10 centímetros, tendo como finalidade torná-la mais segura.

Diante disso, a RFID é classificada como uma boa alternativa para chips de rastreamento implantados em animais, por exemplo, enquanto a NFC pode ser usada em operações bancárias.

Isso acontece porque a abrangência da frequência RFID abre espaço para pessoas mal-intencionadas tentarem acessar os dados sem autorização ou ainda clonar os aparelhos, já a NFC tem uma frequência limitada, o que inibe a tentativa de acesso de terceiros.

Como funciona a NFC?

O modo de funcionamento da NFC é muito simples. Em suma, cria um link em frequência de rádio de curta distância, permitindo a troca de um pequeno volume de dados com a aproximação dos aparelhos em uma distância de centímetros. Vale ressaltar que esse processo é bem rápido e seguro, impedindo que um terceiro aparelho intervenha durante a transmissão.

Muito comparada com o Bluetooth, a tecnologia se diferencia por não necessitar do pareamento de aparelhos. A partir desse recurso, é possível transmitir diferentes tipos de dados. Porém, até o momento, o uso mais comum está relacionado ao pagamento por cartões de crédito.

Quais são as aplicações da NFC?

Conforme já dissemos, essa inovação vem ganhando força no mercado, sendo aplicada em diversas funções. Acompanhe, abaixo, quais são as suas principais aplicações na atualidade.

Documento de identidade

Um dispositivo equipado com um chip NFC pode ser utilizado como o seu documento de identidade. Assim, você tem facilidade praticidade para entrar em um evento, uma vez que não precisa sair de casa levando o documento original, logo não corre o risco de esquecê-lo ou perdê-lo no meio do caminho.

Troca de fotos

Há inúmeras possibilidades de trocas com o uso de dois dispositivos com a tecnologia NFC. Uma das mais conhecidas é a troca de fotos entre smartphones, dando apenas alguns toques na tela.

Para isso, é só habilitar essa função no seu aparelho e aproximá-lo dos dispositivos com os quais você deseja trocar os seus arquivos de imagem. O aparelho vai vibrar e mostrar a mensagem ‘’Toque para enviar’’. Clique em qualquer lugar da tela para que a foto seja enviada. Sem falar que outros arquivos mais pesados também podem ser transmitidos com aplicativos de terceiros.

Programação de músicas

Se você tem um alto-falante com chip NFC, pode montar a trilha sonora de sua preferência, selecionando as músicas no seu smartphone e, posteriormente, aproximando-o do local em que está o alto-falante.

Sendo assim, naquela festinha com os seus amigos, cada um pode atuar como DJ, escolher uma música e transferi-la a partir dessa tecnologia.

Realização de pagamentos

Mais do que trocar arquivos, a NFC também pode ser utilizada como porta de entrada para o universo dos pagamentos móveis em serviços como Android Pay, Apple Pay e Samsung Pay. É óbvio que em algumas plataformas o recurso funciona como uma tecnologia adicional, e não como a principal maneira de comunicação entre o smartphone, o software e a maquininha de pagamento.

As operadoras de cartão de crédito já estão apostando nessa tecnologia. Existem opções no mercado que permitem o pagamento das suas compras apenas aproximando o cartão da máquina de pagamento do estabelecimento comercial.

Substituição de códigos de barras

Outra possibilidade do uso da NFC está na substituição dos códigos de barras de produtos. Com isso, você não terá mais que se deslocar até a máquina de leitura da loja para consultar o preço de um produto do seu interesse. Ao aproximar o celular do item, será possível checar qual é o seu preço.

Compra de bilhetes de transporte

No Japão e nos Estados Unidos, a tecnologia é popularmente utilizada para a compra de bilhetes de trem. Por exemplo, no metrô de Tóquio é só aproximar o celular das catracas para que os usuários comprem as suas passagens.

Aqui no Brasil, a NFC é aplicada como um método para efetuar consultas e recargas de bilhetes de transporte, sendo necessário observar a compatibilidade dos dispositivos, como acontece com o Bilhete Único da Prefeitura de São Paulo.

Quais aparelhos usam NFC?

São vários os aparelhos que utilizam a tecnologia NFC, os mais comuns são smartphone, televisão, notebook, e máquinas de cartão de crédito.

A tendência é que mais aparelhos eletrônicos sejam equipados com esse recurso, a fim de trazer facilidade para o cotidiano das pessoas.

Nesse sentido, podemos citar como exemplo a BMW, que criou um protótipo de chave que funciona com a NFC e que pode ser utilizada em diversas atividades. Os proprietários do veículo podem usar a sua chave para comprar passagens de metrô, até mesmo para pagar as suas compras.

Como você viu, a NFC é uma novidade que chegou para ficar, pois facilita a realização de pagamentos e transações financeiras, funcionando como uma carteira eletrônica. Com ela, você ganha mais praticidade e segurança na sua rotina.

Gostou do artigo? Então confira outros conteúdos que preparamos para você.