Quanto custa para fazer um intercâmbio de um ano no Japão?

Por admin

Tokio Japão

Repleto de tecnologia e elementos culturais únicos, o Japão atrai pessoas de todo o mundo com interesse em aprender o idioma, estudar ou trabalhar no país. As condições financeiras vantajosas, as remunerações altas e a possibilidade de aprender mais sobre o país levam muitas pessoas a procurarem intercâmbios para lá.

O grande questionamento sobre a ação é sempre relacionado ao valor; afinal, um intercâmbio no Japão, quanto custa? Analisaremos abaixo duas cidades do país, Tóquio e Osaka, que recebem inúmeros estrangeiros todos os anos e são ótimos locais para estudar e trabalhar.

Vale lembrar que a moeda do país é o iene, que tem uma cotação aproximada de R$ 0,03. O rendimento médio do país é de 149.248 ienes, o que equivale a R$5.035,36. No entanto, o valor varia muito de acordo com cada profissão e a cidade de moradia. Confira nosso levantamento abaixo e fique por dentro!

Intercâmbio Japão: custo moradia

Os gastos com aluguel representam grande de qualquer orçamento. No caso da locação de um imóvel em Tóquio, capital do Japão, o valor médio para um apartamento de 85 m² é de R$ 2.613. Incluindo outras despesas, como energia elétrica, água, internet e uso básico de eletrodomésticos, o custo com moradia em Tóquio é 172% maior do que o de São Paulo 170% maior do que o Rio de Janeiro.

Quando se pensa em Osaka, terceira maior cidade do país, os custos são mais baixos. O valor do apartamento descrito acima é de em média R$ 2.613. Já um apartamento tipo estúdio, individual de 45 m² sai por 27% a mais do que na capital paulista, com valor médio de R$ 1.884. Serviços básicos são mais baratos na cidade, o que faz com que os custos com moradia sejam 38% maiores do que de São Paulo.

Intercâmbio Japão: custo alimentação

Alimentar-se no Japão não é barato. O custo médio é 176% maior do que no Rio de Janeiro e 105% maior que em São Paulo. Na capital do país, combos de fast food costumam custar entre 12 e 20% mais do que no Brasil, estima-se um valor de R$ 9,00 para comprar pão para duas pessoas por um dia.

Em Osaka, um almoço médio sai por R$ 36. Os combos de fast food, por sua vez, são 3% mais baratos do que aqui.

O kilo da carne de frango pode ser até 181% mais caro do que no Brasil, chegando a custar R$ 40. Queijos costumam ter valores 150% mais altos e a batata pode ser até 356% mais do que aqui – o valor do kilo pode chegar a R$ 16, sendo que a média da compra é de R$ 3,60 no RJ.

É claro que é preciso considerar as possibilidades locais e os itens mais baratos que se pode comprar no Japão. No entanto, se a ideia é fazer comida com insumos semelhantes aos do Brasil, cozinhar em casa pode ser mais caro do que alimentar-se na rua.

Intercâmbio Japão: custo transporte

Considerando-se somente o transporte público, os custos mensais com deslocamento em Tóquio giram em torno de R$ 418, o que representa 91% a mais do que a média de São Paulo e um valor 101% acima do que se observa no Rio de Janeiro.

Em Osaka, por sua vez, o valor mensal é de R$ 387. O valor é mais baixo do que em Tóquio, mas ainda assim é maior do que os R$ 219 observados em São Paulo.

Se houver algum imprevisto ou atraso, o táxi também é uma opção cara. Em Tóquio, uma corrida de 8km pode sair por R$ 119 reais, o que equivale a 160% a mais do que o valor que seria pago em São Paulo pelo mesmo trajeto.

Intercâmbio Japão: custo lazer

Comparar custos de lazer é bastante complicado, já que as opções disponíveis em cada país são muito diferentes – quem mora no Rio de Janeiro pode ir à praia com pouco dinheiro, enquanto museus podem ser visitados sem custos no Japão. Além disso, tudo depende dos interesses individuais e daquilo que cada um gosta de fazer.

Em Tóquio, ir ao cinema custa 146% mais do que no Rio de Janeiro; o mesmo vale para um drink em um bar, que tem um valor médio de R$ 65 em terras nipônicas contra R$ 27 da média carioca. No mesmo cenário, uma cerveja sai por 11% mais e um cappuccino custa 101% mais.

Já em Osaka, o drink custa somente 5% mais, com um valor médio de R$ 28. Um almoço para duas pessoas sai por R$ 102, valor 32% maior do que a média do Rio. Já um plano de academia pode custar 174% a mais do que no Rio, com um preço aproximado de R$ 355. Em Tóquio, a adesão custa cerca de R$ 361 por mês.

Intercâmbio Japão: bolsas de estudo

Viajar para o Japão é possível com planejamento e comprometimento. Para fazer isso com mais facilidade, vale a pena usar o IQ para organizar suas finanças e ver com clareza onde você pode poupar para conseguir o sonho da viagem. Tendo um controle maior sobre seus gastos, economizar torna-se mais fácil e é possível até mesmo determinar a quantia que será poupada por mês e conferir as melhores formas de investimento para seu capital. Se você planeja ir a curto, médio ou longo prazo, basta conferir as possibilidades mais interessantes para cada um dos planos e ver as melhores maneiras de fazer seu dinheiro render.

Gostou do artigo? Então confira mais conteúdos sobre viagens, finanças pessoais e cartões, aqui no iq.

As informações foram úteis?

3.4 / 5 (5 avaliações)