Como fazer uma viagem barata para França

Por Redação IQ 360

viagem-barata-franca

Conhecer a Torre Eiffel, passar pelo Arco do Triunfo e admirar o Museu do Louvre são alguns dos desejos mais cobiçados pelos turistas do mundo inteiro que desejam conhecer a França. Esses e outros lugares de Paris podem até sair de graça se você se contentar em admirar a arquitetura do lado de fora. Mas se quiser entrar, é bom incluir esses passeios no orçamento e planejar bem o roteiro de cada dia. Além dos preços nem sempre baratos, especialmente na alta temporada, a chance de você perder muitas horas em filas é enorme.

Passeios baratos na França

Pensando nisso, a cidade se organizou e criou diferentes tipos de passaportes diários que você pode usar nos museus e no transporte público. É o chamado Day Pass, que pode ser comprado até mesmo em bancas de jornal ou dentro das estações de metrô. No caso do Museum Pass, não se pode dizer que é exatamente barato, mas ele libera a sua entrada nos museus mais concorridos e isso pode fazer toda a diferença na hora de fechar o pacote. Uma estadia de sete dias em Paris pode diminuir para quatro ou cinco, otimizando o seu tempo e permitindo que conheça outras localidades.

Hospedagem em Paris, na França

Assim como você, os franceses adoram viajar, especialmente os que moram em Paris. E, desde a criação do Airbnb, isso significa que eles disponibilizam os seus estúdios ou apartamentos para aluguel por temporada e essa pode ser uma ótima opção para ficar hospedado em uma região central, com baixo custo. De toda forma, se você estiver disposto a andar bastante de metrô, poderá escolher um apartamento ainda mais barato em distritos mais afastados.

Turismo em Paris

Em todas as regiões da cidade, você encontrará boas opções de lazer e conveniência, podendo fazer compras no mercado mais próximo e preparar o seu jantar em casa. No dia seguinte, terá a chance de tomar um café da manhã típico francês na padaria da esquina e, logo depois, embarcar no metrô, a poucas quadras de casa, para visitar de graça o belíssimo Jardim de Luxemburgo!
Paris também é uma cidade convidativa para quem gosta de caminhar. Com exceção de bairros como Montmartre, onde fica a famosa Basílica de Sacré-Coeur, a maioria das regiões é bastante plana e você pode conhecê-las andando, até mesmo pelas margens do Rio Sena. Mas isso desde que não escolha o inverno para visitar a França, é claro. Entre dezembro e fevereiro, as temperaturas negativas são frequentes e pode nevar.

Outras cidades na França

Se depois da capital você quiser conhecer a famosa Côte D’Azur, o litoral sul francês, é melhor optar por um período de baixa temporada, como os meses de maio e junho, por exemplo, que são os mais quentes da primavera e menos badalados. É lá que os turistas endinheirados acabam veraneando, especialmente entre julho e agosto, e os preços sobem de forma assustadora. Uma boa opção é se hospedar numa cidadezinha mais calma e barata, como Antibes ou Juan les-Pins, e passar o dia nas praias vizinhas, como Nice e Cannes. Marselha e Saint-Tropez ficam mais distantes, mas podem ser um bom passeio nessa época.
As passagens de trem entre Paris e Nice não ficam tão caras se você comprar com antecedência e ajudam a contemplar a bela paisagem da França.

As informações foram úteis?

0 / 5 (0 avaliação)