O que é dropshipping e como ganhar dinheiro

Por Redação IQ 360

Pensando em aderir ao dropshipping?

Essa pode ser uma ideia de negócio bastante interessante.

O dropshipping é um tipo de comércio eletrônico, uma alternativa interessante para quem procurar empreender ou investir no atual cenário da economia, estimulada pelas soluções digitais. 

Isso porque o método exige pouco capital para começar, a loja não precisa de estoque e há menos burocracias envolvidas do que acontece ao que abrir um estabelecimento físico. 

E é provável que seja por essas razões que você chegou aqui neste post, interessado pelo modelo do dropshipping.

A boa notícia é que, ao final na leitura, você estará por dentro de como criar uma empresa sustentável a longo prazo e ganhar dinheiro com dropshipping. 

Vamos começar?

Dropshipping: o que é?

Dropshipping é um método de varejo no qual a loja não possui um inventário dos produtos que vende. 

Nesse modelo de negócio, a empresa deixa a entrega e o estoque dos produtos por conta de uma parceria – geralmente, o seu fornecedor

Não é por acaso que o nome dropshipping é formado pela junção de duas palavras do inglês: “drop”, que quer dizer largar, e “shipping”, significa remessa

Quando a loja vende um produto, ela compra o item de fornecedores que se encarregam de enviar o produto diretamente para o cliente

Essa é a grande diferença entre o dropshipping e o modelo de varejo padrão.

Ou seja, ao invés de estocar, o comerciante compra e organiza a entrega dos produtos junto aos fornecedores conforme os pedidos entram. 

SAIBA+iq: Independência financeira: o que é e como conquistar a sua

Como o dropshipping funciona?

Não tem segredo, o funcionamento do dropshipping é muito simples. 

Veja só um resumo do processo em três passos

  1. O cliente acessa sua loja online e faz uma compra
  2. Você repassa os detalhes do pedido e do cliente para seu fornecedor
  3. O fornecedor se encarrega de embalar e encaminhar o produto diretamente ao cliente em nome da sua loja. 

Pronto! 

Dessa forma, o cliente recebe seu pedido em alguns dias e você não precisa nem ver ou lidar com o produto em si. 

É por essa simplicidade que gigantes do e-commerce como Amazon, eBay e Mercado Livre estão usando cada vez mais o estoque de produtos de terceiros para realizar suas vendas. 

Prós e contras do dropshipping

Como qualquer modelo de negócio, o dropshipping tem seus prós e contras – e é importante analisá-los antes de começar a investir no segmento.

Provavelmente, a vantagem mais atrativa do dropshipping é o baixo custo inicial, uma vez que não é preciso investir em estoque antecipadamente para iniciar seu e-commerce.

Afinal, você só compra um produto se um cliente já o tiver comprado. 

Por aí, você já acaba garantindo algum tipo de margem de lucro e evitando prejuízo com produtos que não vendem

Entre outras vantagens que vale conhecer, estão: 

Flexibilidade

O dropshipping é, de longe, um dos negócios mais flexíveis. 

Você pode ser seu próprio chefe e definir suas próprias regras.

Além disso, pode trabalhar de qualquer lugar. 

Basta ter um computador e acesso à internet para fazer a gestão do negócio e se comunicar com seus fornecedores. 

Negócio escalável 

É super fácil escalar as vendas, pois a maior parte do trabalho extra recai sobre seus fornecedores – e não sobre você ou sua própria equipe.

Se fizer mais vendas, basta solicitar mais produtos para o fornecedor, sem aumento de trabalho para você.  

Maior variedade de produtos

Sem a necessidade de ter um estoque antecipado, desde que o fornecedor tenha o item à disposição, você pode oferecer vários tipos de produtos no seu site. 

SAIBA+iq: Como fazer o dinheiro render com os melhores investimentos

E as desvantagens de fazer dropshipping?

A maior delas é que você fica à mercê do fornecedor

Isso significa que se eles falham, você também falha – e não adianta alegar ao cliente que a culpa não é sua. 

Nesse caso, você tem menos controle sobre a satisfação dos compradores, o que pode afetar a reputação do seu negócio. 

Veja outras possíveis desvantagens e pontos de atenção sobre o dropshipping:

Margem de lucro mais baixa

Por ser um nicho bastante competitivo e com custos indiretos pequenos, muitos produtos são vendidos a preço baixíssimos, na tentativa de aumentar a receita com um grande volume de vendas. 

Isso acaba forçando a empresa a ter que vender muito se quiser ter um faturamento que compense o esforço. 

Problemas de estoque

Cá entre nós, é mais difícil acompanhar o estoque dos seus produtos quando você não é responsável por ele, não concorda?

Mudanças no estoque acontecem o tempo todo. E se sua loja não estiver sincronizada com os dados mais recentes de seus fornecedores?

Imagine a frustração do cliente que solicita um produto que aparece disponível em seu site, mas na verdade, não existe no estoque do fornecedor. 

Como fazer dropshipping: passo a passo

O dropshipping parece o modelo de negócios certo para você?

Então, veja abaixo como fazer dropshipping em cinco etapas bem simples:

1. Escolher um nicho de mercado

O mercado é competitivo e os nichos estão cada vez mais saturados, mas novos produtos e ideias estão surgindo a cada semana. 

Então, as oportunidades são quase infinitas.

2. Pesquisar os fornecedores

Seu fornecedor é o seu parceiro mais importante, já que a reputação do seu negócio é um reflexo da prestação de serviço dele. 

A melhor maneira de tomar a decisão é fazer um pedido teste com seus fornecedores em potencial e comparar os resultados, como tempo de entrega, a qualidade do produto e a embalagem. 

SAIBA+IQ: Organização financeira:  por onde começar?

3. Escolher a plataforma de vendas

A maioria dos iniciantes escolhem fazer dropshipping em marketplaces, como Amazon ou MercadoLivre. 

Mas nada impede de criar uma loja virtual do zero. 

Só pode ser mais trabalhoso para quem está começando. 

4. Adicionar os produtos no site

Com o site configurado, chegou a melhor parte: selecionar e adicionar produtos ao seu site, seja manualmente ou com o uso de algum software integrado ao seu fornecedor. 

5. Gerenciar o negócio

Depois que o site estiver ativo, você precisa começar a atrair compradores.

Geralmente, isso é feito com campanhas de e-mail marketing, redes sociais, anúncios pagos, parcerias com influenciadores digitais e outras táticas de divulgação.

É interessante ficar de olho no desempenho dessas campanhas para fazer otimizações e também descobrir qual canal está atraindo mais compradores e gerando mais receita. 

A boa notícia é que, com um bom planejamento, a maioria dos entraves do modelo de dropshipping podem ser resolvidos, o que abre margem para ter um negócio lucrativo e online.

O iq ajuda você a ter controle do seu dinheiro e tomar as melhores decisões financeiras.

Visite o site, baixe o app e comece hoje mesmo a construir um futuro melhor.