Qual o melhor curso de finanças pessoais para mim?

Por Redação IQ 360

melhor curso de finanças pessoais

Vamos dar dicas sobre o que considerar na hora de escolher um curso de finanças pessoais, e falaremos de alguns dos mais conhecidos na rede. Assim, você terá mais tranquilidade quando for escolher aquele que se adéqua mais a seus objetivos.

Curso de finanças pessoais: o que avaliar e como escolher

A hora de fazer a escolha do curso algumas dúvidas podem aparecer. Afinal de contas, qualquer investimento precisa ser pensado com calma e sabedoria. E um curso sem sentido e mal direcionado, nada mais é do que dinheiro jogado no lixo.

Antes de qualquer coisa é preciso honestidade: há cursos e cursos e pode ser que a diferença de qualidade entre um e outro seja grande. Por isso estamos aqui, para que você saiba qual curso de finanças pessoais pode ser o ideal para você, sem medo de investir.

Alguns fatores são primordiais na hora da escolha de um curso, seja ele de qual área for. É preciso avaliar o conteúdo, repercussão, o investimento necessário para tal, se o curso é EaD, presencial ou misto e, ainda, saber qual é o corpo docente, fazer pesquisa sobre este.

Conteúdo

O que primeiro deve ser levado em consideração é o conteúdo. Isso mesmo,  o conteúdo do material que o curso oferece deve estar de acordo com seus objetivos.

De modo geral, um curso de finanças pessoais deve ter seu escopo de estudo no aprendizado de técnicas básicas para gerência de seu orçamento mensal, para construção do seu patrimônio de forma segura e consistente.

Ainda, deve, em essência ter uma preocupação com o ensino dessas técnicas para utilização de meios, como, por exemplo, os juros compostos, em favor do alcance de uma vida financeira tranquila e saudável.

Esses são alguns dos pontos essenciais nesta matéria. O ideal é que este conteúdo seja de qualidade e atenda às suas defasagens no que concerne a área financeira.

EaD ou presencial?

Este ponto tem mais a ver com as suas necessidades e disposição de tempo, ou mesmo, com a região que você mora. Pode ser que o deslocamento até determinada sede seja muito grande e não valha à pena. Para esse caso, um curso EaD talvez seja a melhor opção para você.

Investimento

O investimento pode variar de região para região, e, inclusive, varia do modo presencial para o modo EaD. O ideal é que este investimento seja planejado e caiba dentro de seu orçamento. Se pesquisar, pode encontrar cursos que oferecem bons custos-benefícios por aí.

Corpo docente

Ao lado do conteúdo, o corpo docente é uma das coisas que mais salta aos olhos e deve ser considerado com atenção na hora da escolha de seu curso de finanças pessoais.

Investigue o professor, tenha certeza de que não é um charlatão e de que há um bom histórico de conduta. Isso pode ser definidor na hora fazer valer a pena esse investimento.

Uma dica importante é que fama não necessariamente é bom conteúdo. Vale a pena pesquisar e analisar todas as possibilidades quando se trata da contratação de cursos. Confie em instituições mais bem estabelecidas no mercado.

Curso de finanças pessoais: opções mais conhecidas do mercado

Aqui vão algumas das principais opções para curso de finanças pessoais. Confira!

 Bradesco

O curso se preocupa em “apresentar dicas sobre como construir e administrar o seu orçamento pessoal e/ou familiar, além de mostrar como estabelecer um planejamento financeiro para definir objetivos e conquistá-los.”

Conta com a seguinte estrutura:

Módulo 1 – Introdução;

Módulo 2 – Orçamento e Controle de Gastos;

Módulo 3 – Educação Financeira;

Módulo 4 – Produtos de Investimentos;

Módulo 5 – Operações de Crédito;

Módulo 6 – Como Superar Problemas Financeiros;

Módulo 7 – Planejamento Financeiro;

Módulo 8 – Conclusão.

Senai

O curso do Senai é cem por cento gratuito e tem como objetivo te ensinar a controlar as suas próprias finanças de maneira que você planeje seu orçamento e faça investimentos afim de proteger seu patrimônio em situações de crise.

Senac

O curso de Técnico em finanças pessoais do Senac é mais aprofundado e, por isso, demanda um pouco mais de tempo e investimento. O valor chega a R$ 5.933,00 dependendo da região escolhida.

B3 Educação

Aqui, é possível se aprofundar em temáticas específicas dependendo do curso que escolher fazer. A maioria é paga, mas tem o selo de qualidade da Bolsa. Pode valer a pena, inclusive, para quem deseja virar investidor.

FGV

Já na FGV é possível encontrar um curso sobre como organizar o orçamento familiar totalmente gratuito. Tem duração de 12 horas e pode ser um dos muitos pontos de partida para você começar a se organizar de maneira adequada e consistente.

Nós, do iq sabemos que sem conhecimento é difícil que haja a organização necessária de sua receita, portanto temos os artigos que podem te ajudar no planejamento deste ano e te deixam antenado em tudo o que acontece no mundo dos negócios.