[ATENÇÃO] Conta de luz muito alta? Você pode pedir a devolução

Por Redação IQ 360

conta-de-luz-aumentar-sao-paulo

Somente na primeira semana de julho, foram registradas mais de 21 mil reclamações contra a Enel São Paulo, segundo o Procon. Todas eram sobre a cobrança de valores elevados nas contas de luz referentes ao período da pandemia. As queixas chegaram depois dos primeiros resultados da suspensão da leitura presencial dos medidores.

Quer saber as 5 melhores formas de economizar energia?

IMPERDÍVEL - Confira nosso material exclusivo para economizar na conta de luz de uma vez por todas! Política de Privacidade

Acesse seu E-mail para baixar o conteúdo.

A cobrança automática

Com o início da pandemia, a Enel suspendeu a leitura presencial dos medidores para evitar que os profissionais responsáveis fossem contaminados. Como solução, foram oferecidas duas opções. Uma é a autoleitura, na qual o cliente é responsável por informar a distribuidora do seu gasto enviando uma foto do medidor. A outra é a medição automática feita a partir da média de consumo dos últimos 12 meses. Quem não aderiu à primeira opção, foi cobrado a partir da média de consumo, resultando em valores acima do esperado.

Saiba+iq: [ATENÇÃO] Conta de luz em São Paulo fica mais cara a partir de sábado. Saiba como negociar

Como resultado, a Enel recebeu uma multa de mais de R$ 10 milhões do Procon-SP por má prestação de serviços e violação do Código de Defesa do Consumidor.sa

Como saber se você foi afetado e o que fazer

Antes de tudo, vale citar que a Enel afirmou que os valores serão devolvidos automaticamente: “A diferença (a maior ou a menor) entre o valor da conta faturada pela média e o real consumo de energia no período será compensada automaticamente quando a leitura voltar a ser efetuada pela distribuidora ou caso o cliente tenha realizado sua autoleitura.”

No entanto, se você quiser saber como foi faturada a sua conta, é só olhar a sua conta de energia, em “Dados de Medição”. Se na parte de “Leitura” estiver marcado como “Não executada”, significa que naquele mês foi feito a cobrança em cima da média anual.

Se você conferir que foi feita uma cobrança com base na média e não concordar ou não reconhecer a cobrança, o Procon-SP afirmou que é possível registrar uma reclamação no site www.procon.sp.gov.br ou pelo aplicativo do Procon-SP.