Como economizar no casamento: 7 dicas definitivas

Por Redação IQ 360

seguro-simplificado-de-casamento

Encontrar um grande amor é mesmo um ótimo motivo para comemorar. Porém, decidir fazer uma celebração envolve muitos detalhes que precisam ser avaliados por cada casal. Se a intenção é descobrir como economizar no casamento, essa é uma atitude ainda mais importante.

Pensando nisso, reunimos uma série de informações e dicas sobre o assunto para quem está vivendo essa fase. Confira!

Antes do casamento

É claro que a decisão de fazer um casamento e celebrar a união de duas pessoas é sempre tomada por muita emoção. Contudo, a falta de planejamento é uma falha que deve ser evitada, especialmente para não causar prejuízos financeiros e impactar a magia desse momento.

Na verdade, é preciso balancear tudo o que está acontecendo, desde os sentimentos e a vontade de guardar essas memórias até a parte prática — que envolve despesas, organização e alguns contratempos. Por isso, a primeira dica antes de fazer o casamento é avaliar com calma toda a situação, principalmente para não ficar endividado.

 

3 erros ao planejar um casamento

Depois de tomar a decisão e começar os preparativos, é importante ter muito cuidado com todos os detalhes para não se arrepender mais tarde. Isso inclui conhecer alguns erros bastante comuns para fugir deles. Veja quais são aqueles que destacamos.

1. Não pesquisar preços

O orçamento é parte fundamental do casamento, independentemente se você pensa em fazer uma festa gigante ou apenas uma celebração para poucas pessoas. Como tudo acaba virando um gasto — do vestuário escolhido pelos noivos à decoração e outros itens — essa deve ser a primeira fase do planejamento.

Nesse caso, a principal recomendação é pesquisar preços. Busque referências de diferentes fornecedores que possam atender à sua demanda e analise valores. Talvez você já tenha alguns sonhos definidos em mente, como casar em determinado local ou contratar os doces de uma pessoa já conhecida.

Mesmo assim, faça uma boa pesquisa de mercado para ter opções variadas e adequar o seu orçamento geral. Inclusive, essa antecipação pode oferecer argumentos para você negociar com os parceiros escolhidos e conseguir enxugar os seus custos no fim das contas.

2. Escolher sempre pelo mais barato

Durante a sua pesquisa, provavelmente você vai encontrar preços de todos os níveis — no mercado de casamentos, vale reforçar a expressão de que “o céu é o limite”. Sendo assim, a segunda dica é focar na relação custo-benefício e não somente nos valores.

Tudo depende da qualidade esperada dos seus fornecedores, pois é natural que existam ofertas de todos os tipos. Então, nem sempre opte pelo mais barato e sim pela alternativa que melhor concilia dois fatores: o quanto você pode pagar e o melhor que pode ser adquirido com esse dinheiro.

Caso contrário, você vai correr o risco de se decepcionar com as suas escolhas. Imagine contratar um buffet que não ofereça comida de qualidade? Por exemplo, esse é um dos motivos que a maioria das pessoas compram flores naturais que, embora sejam mais caras, garantem um resultado bem diferente das opções de plástico.

3. Deixar de lado a vontade do casal

É natural que muitas pessoas próximas queiram participar dessa etapa de organizar o casamento, como familiares, amigos, padrinhos e outros. Contudo, aí vai uma sugestão de grande importância: não deixar que as opiniões alheiras interfiram na vontade do casal.

Conselhos são bem-vindos e muitas ideias boas surgem em conjunto, mas o que mais importa é que o casamento tenha a cara dos noivos. Os detalhes precisam refletir uma história e algumas escolhas complexas fazem parte desse processo — seja no estilo musical, seja na lista de convidados ou qualquer outra coisa.

Não há nada pior do que o próprio casal não se identificar com o que foi preparado para celebrar a união dele.

Como economizar no casamento: 4 dicas de especialistas

Agora, vamos passar para a parte prática. Especialistas que estão acostumados a organizar esse tipo de evento costumam reunir dicas para facilitar a missão de economizar no casamento e, entre elas, estão as que separamos a seguir:

1. Tenha um plano

Não se aventure nessa jornada sem ter nenhum tipo de organização e controle do que será feito. Comece anotando os seus sonhos e como você imagina o seu casamento. Depois, passe para a parte de pesquisa e anote todas as informações que conseguir. Após fazer as suas escolhas, continue registrando todos os passos para não se perder e mantenha uma lista de afazeres atualizada.

Além disso, procure sempre ter alternativas para possíveis imprevistos — o chamado “plano B”. Por exemplo, se for casar em um local ao ar livre, considere a chance de chuva e o que fazer nessa condição. Deixar tudo para a última hora com certeza vai fazer você gastar muito mais.

2. Analise várias possibilidades

Grande parte das pessoas têm em mente como gostariam que fosse o dia do seu casamento ou começam a construir essa definição quando cogitam a ideia de casar. No entanto, ter um pensamento fixo não é uma boa para quem quer economizar.

É óbvio que você precisa ficar satisfeito com a decisão final, mas procure várias possibilidades e permita-se ser surpreendido com coisas que até então você não pensava. Ao conhecer diferentes perspectivas, será mais fácil equilibrar o seu orçamento.

Então, repense cada tópico para entender onde é possível reduzir os gastos. Um exemplo comum nos dias de hoje é fazer convites virtuais para evitar os custos de impressão e entrega. Será que isso faz sentido para você? Da mesma forma, revise todos os outros detalhes — da embalagem dos docinhos até a marca dos produtos usados pelos fornecedores.

3. Defina as suas prioridades

Ser uma pessoa aberta e flexível deve ajudar bastante, inclusive para não deixar que essa fase de preparação seja tão estressante. Mesmo assim, identifique quais são as suas prioridades e não abra mão do que é essencial para fazê-lo feliz no grande dia.

Por mais que o objetivo seja economizar, existem coisas que não podem ficar para trás. Os especialistas em casamentos citam, por exemplo, a importância de ter um fotógrafo para eternizar a celebração e fazer fotos incríveis. Se você concorda com isso, esse é um item que deve estar na lista prioritária.

Há quem se importe mais com contratar uma banda do que encher o local de decoração, assim como alguns noivos fazem questão de gastar mais com comidas e bebidas do que com música. Enfim, faça a sua reflexão para destinar o seu dinheiro ao que mais importa primeiro, até encaixar o restante no seu orçamento.

4. Coloque a mão na massa

Por fim, uma indicação para quem realmente precisa economizar é colocar a mão na massa e comprometer-se com algumas tarefas que seriam terceirizadas. Se você tiver ajuda e for organizado, talvez não precise contratar uma assessoria de casamento.

Ao mesmo tempo, se tiver habilidades manuais ou alguém para ajudá-lo, opte por fazer as lembrancinhas no melhor estilo DYI (Do It Yourself). Tendo tempo e disposição, aproveite os seus talentos e de quem você tem por perto para reduzir as despesas. Apenas tome cuidado para que isso não seja um motivo de muito desgaste.

Enfim, como economizar no casamento é algo que vai depender muito do casal e de todo o contexto vivido por cada um. De fato, a dica da organização é a que pode fazer mais diferença para ninguém se perder nesse momento e comprometer as finanças.

O que achou das recomendações? Se gostou do conteúdo, compartilhe este post nas suas redes sociais para ajudar os seus amigos a se programarem assim como você!

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!

As informações foram úteis?

4 / 5 (1 avaliação)