Como crescer na vida: 7 dicas para o sucesso pessoal e financeiro

Por Redação IQ 360

Como crescer na vida

Uns consideram que é modinha, mas é bem verdade que as pessoas precisam e querem crescer, seja na vida pessoal ou profissional, para poder atingir objetivos, sucesso e melhorar financeiramente também.

Para que isso aconteça, é necessário passar por alguns processos que envolvem interesse, obrigação e a vontade de executar tudo o que for necessário de maneira saudável.

7 dicas de como crescer na vida pessoal

Todo mundo busca crescer na vida pessoal. Mas nem todos sabem o que é isso e como passar por esse desenvolvimento. Alguns pensam que buscar apenas por livros de autoconhecimento e autoajuda é suficiente, mas não é apenas isso, eles podem dar apenas algumas visões do que fazer.

Durante o desenvolvimento pessoal, é necessário lidar com desafios que a pessoa deve enfrentar obrigatoriamente e outros que queira superar por vontade própria, mas isso precisa ser natural e saudável. Veja essas sete dicas de como crescer na vida pessoal:

  1. Autoconhecimento – este é um momento seu com você mesmo, no qual você fará uma busca interna, pensará em tudo aquilo que quer fazer e colocará tudo isso no papel. Daí, você pode começar a refletir em como está a sua vida hoje e o que é necessário realizar para chegar a esses objetivos. Nesse momento, também é necessário entender quais são seus pontos fortes e fracos para poder trabalhar em cima deles.
  2. Aprendizado constante – Leia livros, e não apenas aqueles que vão te mostrar como crescer na vida, mas a literatura também vai te trazer conhecimento e inspirá-lo. Aprenda um novo idioma, mesmo que seja para dar bom dia em uma viagem internacional ou para ler aquela obra ou artigo que não foi traduzido para o português. Participe de cursos e treinamentos relacionados ao trabalho ou a outros assuntos. É possível encontrar alguns gratuitos e com certificação na internet.
  3. Invista em você mesmo – Abra um espaço na agenda conturbada do dia a dia para se dedicar a algum esporte, aproveitar a família, os amigos e até mesmo o pet, que fica feliz da vida quando você volta para casa. Tenha um cronograma no qual você possa listar tudo aquilo que quer fazer, inclusive os cursos já mencionados.
  4. Aumente seu networking – Participe de palestras para conhecer novas pessoas e ampliar sua rede de contatos. Marque um café, almoço ou até mesmo uma corrida no parque com aquele ex-colega de faculdade que você admirava, mas faz tempo que não fala. Seja mais ativo nas redes sociais relacionadas ao trabalho, comente sobre postagens que gostar e escreva sobre aquilo que considera que vai agregar conhecimento para outras pessoas.
  5. Experiências são importantes – sabe aquela frase “quando foi a última vez que você fez alguma coisa pela primeira vez?”. Então pense em algo que ainda não tenha feito e realize. Pule de paraquedas, faça uma aula de dança, participe daqueles jantares que são servidos em uma grande mesa suspensa em uma plataforma ao ar livre, ou até mesmo cante em público. Mas faça algo que você nunca tenha feito e veja como se sente a respeito.
  6. Faça a gestão do seu tempo – crie prioridades na sua agenda. Faça aquilo que é extremamente necessário em primeiro lugar, assim, você tira da lista as coisas mais importantes e, durante o dia, faça um mix das coisas que apareceram para resolver no momento com as outras tarefas menores e evite procrastinar. Desse modo, o dia rende e todos ficam felizes.
  7. Tenha metas e objetivos – para que você cresça da maneira que deseja, algumas medidas precisam ser traçadas e, a partir desse planejamento, você pode chegar onde deseja. É claro que no meio do caminho pode ter uma mudança ou outra, mas pelo menos dessa maneira você sabe para onde sua vida deve seguir.

7 dicas de como crescer na vida profissional

A expressão como crescer na vida profissional costuma vir acompanhada da palavra sucesso. É uma dupla que combina, pois, se há crescimento, significa que a pessoa está fazendo algo correto. Assim, preste atenção a essas dicas, que podem te ajudar a conquistar os objetivos nessa área:

  1. Trace metas desafiadoras – como sonhos não têm limites, coloque no papel tudo o que você deseja para a sua vida profissional e, através dessas metas, tente atingir seu sonho. Nada acontece se você ficar parado, portanto, mãos à obra.
  2. Não delegue sua vida aos outros – você pode até pedir opiniões para familiares, amigos, professores e mentores, mas quem tem que tomar a decisão é você. Escreva tudo, pese os prós e contras e seja responsável pelo seu futuro.
  3. Não tenha relacionamentos tóxicos – afaste-se de todas aquelas pessoas que te deixam pra baixo, que são negativas com suas conquistas ou que falem que você não é capaz de crescer profissionalmente.
  4. Aprenda a dizer não – existem momentos em que ele deve ser dito. Se você está atolado de trabalho e não é possível delegar tarefas a subordinados, diga não a outras coisas que surjam no meio do caminho e, que se não puderem ser adiadas, precisam ser feitas por outras pessoas. Explique o motivo do seu não, para que você não saia como o vilão da história.
  5. Pense sempre antes de fazer – há a necessidade de pensar sempre nos próprios atos para que algo não tão elaborado te prejudique ou faça o mesmo por outro.
  6. Estude sempre – manter-se atualizado nas funções de seu cargo e em todas as novidades da sua profissão é importante, pois aqueles que buscam novos conhecimentos têm chance maior do que os outros de crescer dentro de uma empresa.
  7. Aprenda com os seus erros – eles são importantes para que você cresça, mas evite repeti-los.

7 dicas de como crescer na vida financeira!

Até agora, você viu dicas de como crescer na vida tanto pessoal como financeira, e viu que os dois estão diretamente ligados. Acompanhe as sete dicas de como crescer na vida financeira e leia mais sobre o assunto aqui:

Controle seus gastos – Você precisa saber exatamente quanto entra na sua conta por mês e o que sai dela, seja com as contas de casa ou aquele cafezinho após o almoço. Nem tudo o que entra, deve sair. Por isso, poupe. Guarde uma porcentagem do salário e pague todas as contas antes do vencimento, pois assim não há perigo de o dinheiro ter acabado antes das obrigações mensais.

Evite supérfluos – para ter uma vida financeira estável, é necessário saber como gastar e não tomar todo dia um cafezinho após o almoço ou pegar o carro para ir até a padaria na esquina, pois são gastos desnecessários. Deixe o cafezinho para o dia em que tiver um assunto mais demorado para tratar com o colega, e só tire o carro da garagem se a distância for muito maior daquilo que você aguenta andar, por exemplo.

Evite parcelamentos longos e juros altos – isso faz com que você perca a noção daquilo que tem. Quando puder, compre à vista. Caso não seja viável, faça o menor número de parcelas possíveis e deixe anotada cada uma delas na agenda, para você ficar de olho quando chegar a data de vencimento do cartão para não se atrapalhar.

Não gaste impulsivamente – aquela blusinha ou gravata está em promoção? Segure o cartão! Pergunte a si mesmo se a peça é necessária, quantas da mesma cor você possui e saia da frente da vitrine.

Faça um fundo de reserva – mantenha uma aplicação mensal de uma porcentagem do seu salário em um fundo a escolha e de acordo com o seu perfil financeiro, para ajudar em um momento de necessidades. Especialistas falam que o ideal é acumular pelo menos três vezes o valor do salário que se recebe.

Tenha dinheiro para se aposentar – com todas as mudanças que acontecem na economia e novas regras estabelecidas por cada governo, não é bom depender apenas do INSS. Converse com um planejador financeiro ou o gerente do seu banco para escolher uma das modalidades de investimento que combina com o seu perfil. Uma das mais seguras costuma ser o Tesouro Direto.

Diversifique seus investimentos – tem aquela máxima usada pelas pessoas que costumam investir: “não coloque todos os ovos em uma cesta só”. Você pode tropeçar e derrubar a cesta ou a alça estar ruim, e os ovos podem cair e quebrar. Então invista em diferentes meios. Faça um Tesouro Direto e um LCI. Invista na bolsa de valores em longo prazo e um CDB. Tudo vai depender sempre do seu perfil, quanto você tem disponível para tal e a sua idade para poder ter dinheiro guardado para o tempo que precisar.

Não seja um poupador louco – tudo o que se faz na vida precisa acontecer de maneira saudável. Assim, não deixe de aproveitá-la, sair, viajar, tomar uma cerveja com os amigos. Fazer isso uma vez ou outra não vai prejudicá-lo a crescer na vida financeira, só não vale beber um engradado de cerveja todos os finais de semana do mês, assim você acaba com prejuízo. Qualquer coisa, crie uma reserva para diversão.

Gostou do artigo? Então confira outros conteúdos sobre o assunto no site do iq.