7 dicas para fazer um churrasco barato

Por Redação IQ 360

churrasco-barato

Em tempos de economia instável, preparar um bom churrasco barato se tornou um desafio: apesar de começar a dar sinais de queda, em novembro do ano passado, o preço da carne bovina subiu, em média, 8%. Com o efeito cascata gerado pela busca por alternativas, as carnes de frango, de porco e até o ovo também tiveram seus preços puxados para cima – mas ainda compensam quando a ideia é fazer um churrasco barato.

Felizmente, ninguém precisa deixar de preparar uma carne suculenta para comemorar o aniversário, reunir o time de futebol ou confraternizar com os colegas de empresa por motivos financeiros. Conhecer a grande variedade de cortes de carne disponíveis, as muitas possibilidades de acompanhamentos e, ainda, seguir as nossas dicas já é um bom começo para fazer um churrasco barato de sucesso! Vamos a elas?

O que não pode faltar em um bom churrasco?

Antes de apresentar nossas dicas, vamos listar alguns itens que são essenciais para qualquer churrasco:

Carne: a base de todo churrasco; pode ser bovina, suína, de frango, de javali, etc.;
Carvão: use o de origem vegetal, que é o mais comum e barato; um carvão vegetal de qualidade queima mais forte e por mais tempo, ajudando a economizar;
Pão de alho: um dos acompanhamentos que mais fazem sucesso em eventos;
Arroz e farofa: acompanhamentos tradicionais que ajudam a alimentar os convidados e a economizar na carne;
Vinagrete: fácil de fazer e agrada, também, aos vegetarianos;
Legumes e salada: acompanhamentos saudáveis que podem ser servidos crus ou mesmo grelhados na churrasqueira;
Bebidas: água, suco, cervejas e refrigerantes para refrescar.

Como fazer um churrasco barato

Se você não dispensa reunir a família e amigos no final de semana, siga essas dicas para economizar e fazer um churrasco barato, mas delicioso:

1. Calcule a quantidade de comida – alguns dias antes do churrasco, peça aos convidados para que confirmem presença e faça o seguinte cálculo de consumo médio: 300 ou 400 gramas de carne para cada pessoa, mais acompanhamentos. Existem vários aplicativos gratuitos que ajudam a realizar o cálculo.

2. Compre a carne no dia da promoção –      praticamente todo supermercado baixa o preço das carnes por um dia, ao menos uma vez durante a semana: pesquise com antecedência as melhores promoções e vá ao estabelecimento que oferece a melhor relação qualidade/preço para garantir um churrasco barato.

3. Varie no corte da carne bovina – a Picanha é, sem dúvida, um dos cortes mais cobiçados para qualquer churrasco brasileiro – mas, também, um dos mais caros. Invista em outros cortes suculentos que não vão agredir seu bolso, como a Costela, o Cupim, a Fraldinha e a Maminha, todas ótimas opções. O segredo está na forma de temperar e no tempo de preparo de cada corte: a Costela, por exemplo, leva mais tempo no fogo, enquanto a Maminha costuma ficar pronta mais rapidamente.

4. Aposte em outros tipos de carne – pode ir sem medo: quem gosta de churrasco não dispensa uma linguiça, lombo ou costela de porco e coxinhas, asinhas e peito de frango. São cortes que, em sua maioria, costumam ficar prontos mais rapidamente, rendem bem e, o mais importante, são mais baratos do que as carnes bovinas – o que ajuda a fazer um churrasco barato.

5. Acenda o fogo rapidamente – essa dica é ideal para economizar no carvão. Faça uma “cabana” com alguns carvões dentro da churrasqueira e posicione no meio deles um pedaço de papel molhado com álcool, deixando espaço para o ar passar. Acenda o pedaço de papel com um fósforo ou isqueiro e, em cerca de 10 minutos, a brasa estará acessa, sem necessidade de abanar.

6. Capriche nos acompanhamentos – é claro que o que não pode faltar é a carne, mesmo no churrasco barato. Mas o raciocínio é simples: se houver outras opções de comida, o consumo de carne (que é mais cara) vai diminuir – além de ser muito mais saudável do que oferecer somente proteína. Você pode preparar, por exemplo, pão de alho, arroz, farofa, salada e vinagrete para acompanhar. Pode até oferecer alguns legumes na grelha: cebola, batata, milho, berinjela e abobrinha são excelentes opções de acompanhamentos.

7. Calcule, pesquise e economize nas bebidas – essa costuma ser uma parte delicada do processo de organizar um churrasco barato: o valor varia muito de mercado para mercado, de região para região, e cada um tem seu gosto particular para bebidas. Mas as bebidas não podem faltar, e, para economizar, estipule uma média individual e compre a quantidade de cervejas de acordo – de preferência de marcas nacionais. Faça o mesmo cálculo para quem vai consumir refrigerantes e suco. Outras dicas para um churrasco barato incluem pesquisar os melhores valores com base no preço do ml da bebida e comprar, se possível, garrafas retornáveis, que costumam ser mais baratas.

Gostou do conteúdo? Então acesse o site do iq e confira outros artigos sobre o assunto.