Pagamento mínimo do cartão de crédito: juros e como evitar

Por Redação IQ 360

O pagamento mínimo do cartão de crédito faz parte da sua realidade financeira? 

Então, é hora de rever o seu orçamento, porque pagar o valor mínimo traz consequências como incidência de juros e outras taxas cobradas pelos bancos. Em poucos meses, você pode ter em mãos uma dívida que é uma verdadeira bola de neve.

Mas não se desespere: com organização financeira, controle de gastos e priorização nas contas mensais, é possível pagar o valor integral da fatura.

Quer saber como?

No guia abaixo, descubra as consequências do pagamento mínimo do cartão de crédito e o passo a passo para evitar essa prática.

Consequências do pagamento mínimo do cartão de crédito

O pagamento mínimo do cartão de crédito não é aconselhável, já que resulta em ainda mais dívidas. 

Abaixo, confira as suas principais consequências:

Cobrança de juros

Ao pagar o valor mínimo, há cobrança de juros no rotativo do cartão.

Logo, você deixa a dívida para o mês seguinte, mas ela acaba ficando maior  — e mais difícil de pagar, o que aumenta os riscos de inadimplência.

Até porque o cartão de crédito é uma das modalidades de crédito com taxas mais altas do mercado.

Cobrança de taxas

Além da incidência de juros, o pagamento mínimo do cartão de crédito acarreta a cobrança de taxas adicionais.

Nesse caso, você terá que pagar multa por atraso, juros de mora e IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras).

Descontrole das finanças

Outro efeito do pagamento mínimo do cartão de crédito é o descontrole das finanças pessoais.

Veja vem: no cartão de crédito, no longo prazo, há incidência de juros compostos, ou seja, juros que incidem sobre juros. Isso quer dizer que a dívida cresce de maneira exponencial.

E aí, você pode acabar sendo vítima do efeito bola de neve: uma cobrança de juros tão alta, que a dívida é multiplicada depois de alguns meses.

Quando isso acontece, o orçamento mensal sente o impacto e pode desmoronar.

Limite de crédito menor

Ao pagar o valor mínimo, você também tem uma liberação menor no limite do cartão de crédito. Dependendo do seu limite, pode acabar ficando sem saldo para fazer novas compras até que a dívida seja quitada.

Como evitar o pagamento mínimo do cartão de crédito

Agora que você conhece as consequências do pagamento mínimo do cartão de crédito, confira dicas para organizar as finanças, pagar as parcelas com valor integral e evitar os juros altos.

1. Faça o controle financeiro

O primeiro passo é fazer um controle financeiro rigoroso para manter o orçamento em dia.

Aqui a dica é utilizar uma planilha de orçamento para registrar todas as entradas e saídas e, assim, evitar contrair dívidas mais altas do que a sua renda.

2. Saiba quanto você deve

Ao fazer o controle financeiro, registre exatamente qual é o valor total da sua dívida no cartão de crédito e quais são os valores de cada parcela futura.

Com esse controle, fica mais fácil organizar a renda para pagar a fatura completa.

3. Corte gastos

Também é necessário reduzir ou eliminar gastos em segundo plano, principalmente se você já identificou que não vai conseguir pagar a parcela integral do cartão.

Analise quais despesas podem ser cortadas do orçamento, como, por exemplo, gastos em restaurantes e lojas.

Além disso, evite usar o cartão de crédito até que a dívida seja quitada para evitar o acúmulo ainda maior de juros.

4. Priorize o pagamento da fatura do cartão

Outra estratégia é colocar o pagamento da fatura do cartão como prioridade no mês.

Por exemplo, assim que você receber o salário, pague a fatura e outras despesas essenciais, como água e luz.

Depois, o dinheiro que sobrar pode ser utilizado para as suas despesas pessoais durante o mês.

5. Prefira o parcelamento

Ao invés de optar pelo pagamento mínimo do cartão de crédito, prefira parcelar a dívida caso não seja possível arcar com o custo total naquele momento.

De maneira geral, o parcelamento tem cobrança menor de juros em relação ao pagamento do valor mínimo.

6. Busque crédito com juros menores

Caso a sua dívida seja muito alta, para evitar o pagamento mínimo do cartão de crédito, busque modalidades de crédito com juros menores.

Dessa forma, você pode quitar a dívida do cartão e evitar a incidência de juros exorbitantes.

Algumas opções de crédito são os empréstimos consignado e com garantia de imóvel ou veículo.

Use o cartão de crédito com sabedoria

Você viu que o pagamento mínimo do cartão de crédito não é uma boa escolha para as suas finanças.

Mas, para evitar que isso aconteça, é preciso utilizar o cartão com sabedoria  — afinal, quando bem utilizado, ele é excelente.

O iq ajuda nessa missão.

Com a nossa plataforma de finanças, você reúne suas contas em um único local, e o sistema faz o pagamento automático delas.

Além disso, você controla, de forma centralizada, todos os seus gastos mensais  — para não precisar mais recorrer ao pagamento mínimo do cartão de crédito.

Por meio do iq, você também encontra as melhores ofertas de cartão de crédito, de acordo com as suas necessidades e preferências.

Acesse nosso site e saiba mais sobre nossas soluções financeiras.