CPF: o que é e como consultar

Por Maria Teresa Lazarini

busca-internet

Você já pediu um cartão de crédito e foi negado mesmo com as contas em dia? Então é bom consultar o seu CPF para checar o seu score!

Se você não sabe o que é score, fique tranquilo: neste artigo vamos explicar o que é esse número mágico e dicas de como melhorar sua pontuação para aumentar as suas chances de ser aprovado em financiamentos, empréstimos ou cartões de crédito.

O que é Score de crédito?

O score de crédito foi criado para contabilizar os seus gastos. Contas em atraso, cadastros, compras e serviços são registrados em bancos de dados chamados bureaus de crédito. A sua pontuação é criada a partir desses dados. Anteriormente apenas agências bancárias e instituições autorizadas tinham acesso. Mas, desde 2017, essas informações foram disponibilizadas para o consumidor consultar pela internet a situação do CPF.

O que é Bureau de crédito?

Bureau de crédito é o serviço responsável por registrar o banco de dados do score. Esse processo é feito por meio de parcerias com várias empresas, como lojas e companhias telefônicas, que usam informações pessoais dos clientes: CPF, endereço, nome dos pais, telefone, para realizar o cadastro. Essas informações ficam guardadas nos bureaus como forma de comprovar serviços que foram prestados para você. Atualmente, existem três bureaus no Brasil: Serasa, SPC e Boa Vista. A consulta do score pode ser feita nos sites de cada um deles (vamos mostrar o caminho a seguir).

Como consultar o CPF?

Os três bureaus brasileiros podem ser acessados nestes links:

Serasa

Boa Vista

SPC

Um bureau não tem relação com o outro. Por isso, é importante ter cadastro e melhorar seu score em todos eles. Consultar todos eles é um bom ponto de partida. Uma boa experiência de usuário dentro dos sites é indispensável para ajudar o consumidor a entender melhor como funciona o processo de pontos.

Consulta CPF no Serasa

Assim que a página de consulta do Serasa é acessada, é possível encontrar um grande botão “consultar agora grátis”. Ao clicar nele, uma página de login é aberta para um cadastro rápido. Para se cadastrar é necessário apenas o CPF, o nome completo, a data de nascimento, o e-mail e, claro, registrar uma senha. Em termos de acessibilidade, o Serasa apresenta uma interface bem intuitiva.

A página pessoal de consulta CPF é simples e informativa, com infográficos sobre faixa etária e seu score indicado de forma colorida e numérica. Além disso, a página mostra ao consumidor formas de melhorar o score, com informações detalhadas e simuladores. Um deles, por exemplo, apresenta os possíveis critérios que o Serasa usa na hora da pontuação: faixa etária, frequência na busca por serviços financeiros, se tem ou já teve dívidas, se possui cadastro positivo, se possui cartões de crédito e sua frequência de pagamentos. Outra ferramenta é a Histórico, que serve para acompanhar mês a mês a evolução da sua pontuação.

Consulta CPF no Boa Vista

O Boa Vista também é um site de acesso simples. Na tela inicial, é possível encontrar o botão “Consulte já”. A partir daí, faça o cadastro com algumas informações, como e-mail, nome completo, CPF, data de nascimento e número de telefone.

A página pessoal de consulta do Boa Vista também conta com gráfico colorido e numérico. Porém, o site não tem muitos recursos que possam ajudar a melhorar a sua pontuação. Não é possível consultar os critérios usados para calcular o score, apenas uma breve explicação sobre o que é, como funciona e formas de aumentá-lo.

Consulta CPF no SPC

Logo ao entrar no site do SPC aparece a opção “Consulte seu CPF” na lateral direita da página. Clicando no botão, aparecem duas opções na loja do SPC: “consultar CPF” e “consulta de CPF completa”. A primeira opção custa a partir de R$ 9,90 e é para quem deseja consultar o nome com poucas informações adicionais, em um prazo de 30 dias. A outra tem um custo de R$ 26,30 e apresenta mais detalhes do CPF, como ações e processos judiciais no nome da pessoa. A opção “Consulta de CPF completa” também tem duração de 30 dias.

Somente os bureaus têm um banco de dados por CPF?

Não são apenas os Bureaus. Os bancos também têm informações próprias de crédito. A partir de outros serviços que já foram prestados, é criado um banco de dados próprio. Mas, infelizmente, não é possível acessar o score dos bancos. Porém, da mesma forma como é indicado nos bureaus, é sempre bom deixar todos os dados atualizados nessas instituições. Os bancos sempre usam o máximo de informações dos clientes para evitar fraudes e calotes.

Como melhorar o score?

Melhorar seu score não garante que você terá um pedido de cartão de crédito aprovado, mas já ajuda a aumentar as chances de aprovação.

Siga os passos abaixo para melhorar o seu score:

1º passo: conferir o CPF nos sites dos três bureaus de crédito citados anteriormente. Assim, é possível ter uma noção do que pode estar errado, como algum pagamento em atraso ou informação desatualizada.

2º passo: se o seu cadastro for negativo, ou seja, se você tiver dívidas, é importante quitá-las primeiro, pois os bancos preocupam-se em aprovar apenas possíveis bons pagadores. Após a quitação das dívidas, a pontuação do score demora um pouco para ser atualizada, o que pode atrasar uma possível aprovação de crédito. Por isso, quanto antes conseguir pagar, melhor.

3º passo: fazer um cadastro positivo pode ser vantajoso para quem está com o score baixo, mesmo tendo os pagamentos em dia. Alguns motivos que podem levar alguém a ficar com o score baixo são informação desatualizada e poucas movimentações financeiras registradas no seu CPF.

O cadastro positivo serve para registrar suas compras pagas. Então, os valores e as datas de vencimento ficam visíveis para as agências. A vantagem é que os bancos têm uma visão muito melhor e mais detalhada da sua frequência de compra e de pagamento.

O interessante do cadastro positivo é que ele pode ajudar até mesmo quem está inadimplente, ou seja, com dívidas não pagas. Por exemplo: se uma pessoa que fez o cadastro positivo tem uma boa frequência de pagamentos, mas acabou atrasando o pagamento de uma conta, os bancos não vão levar em consideração apenas o que não foi pago, mas a situação como um todo, desde a frequência até a dívida. Você é reconhecido pelas contas pagas e não só pelo que deve. Mas é importante pagar a dívida em atraso o mais rapidamente possível, pois informações de contas pagas podem demorar para aparecer no seu score.

É possível fazer o cadastro positivo online pelos sites de Serasa, Boa Vista e SPC, pessoalmente nas agências ou pelos correios.

4º passo: manter os dados cadastrais atualizados. Além do receio de inadimplentes, os bancos checam as informações para evitar fraudes, como CPF falso. Por isso, dados como CPF, endereço, nome dos pais e outros devem sempre estar atualizados.

Vale a pena consultar o CPF e manter o score com uma boa pontuação. É gratuito e simples. Se você quer ter um cartão de crédito, financiamento ou empréstimo aprovados, o score aumenta suas chances e pode até ser decisivo na hora da aprovação.

Quais são as opções de empréstimos para negativados?

Como você leu neste texto, ter o score de crédito baixo pode afetar profundamente sua vida financeira. Um dos principais impactos é a dificuldade de achar um empréstimo que aceite negativados, uma vez que as empresas de crédito assumem que negativados serão maus pagadores.

Mas, felizmente, existem instituições financeiras que disponibilizam crédito para quem está com o nome sujo na praça. As principais opções de empréstimos para negativados são a Simplic, a Bxblue e a MoneyMan.

Simplic: a instituição oferece empréstimo pessoal sem consulta aos órgãos de crédito. Com valores de R$ 500 a R$ .3500, o cliente pode escolher pagar as parcelas nos prazos de 3, 6, 9 ou 12 meses.

Bxblue: com a opção de empréstimo consignado, a Bxblue também não consulta o score de crédito dos clientes. O valor do empréstimo não pode ultrapassar 35% do salário ou benefício INSS do cliente. Para servidores públicos, o prazo de pagamento é de até 96 meses para servidores públicos e de 72 meses para aposentados e pensionistas INSS.

Moneyman: mesmo consultando o score de crédito dos clientes, a Moneyman faz empréstimos para negativados nos valores de R$ 500 a R$ 3.000. Os prazos de pagamento são de 3 a 12 meses.

Se você está negativado e precisa de dinheiro, faça uma simulação com o IQ Empréstimos!